Zé Ramalho completa 70 anos de idade, 40 de carreira e vive auge como compositor

Mas sua voz grave produziu momentos de rara beleza como a registrada no dueto com Chitãozinho e Xororó na música Sinônimos, vista 80 milhões de vezes no Youtube

0
15

Nascido em 3 de outubro de 1949, Zé Ramalho completou 70 anos de olho no retrovisor. Estrategicamente agendada pelos selos Avohai e Discobertas para esta quinta-feira, 3 de outubro de 2019, dia do aniversário do artista, a edição do inédito álbum ao vivo Cine Show Madureira (1979), gravado há 40 anos, flagra o cantor, compositor e músico paraibano no auge da forma como compositor.

Reforçando a efeméride, gravadora multinacional anuncia que oito álbuns de Zé Ramalho estão sendo lançados em edição digital na mesma data com faixas-bônus que totalizam 16 gravações adicionais.

Contudo, o inédito álbum ao vivo é o suprassumo da festa dos 70 anos do artista. Produzido pelo pesquisador musical Marcelo Fróes e editado também no formato de CD, com direito à encarte com texto e letras das músicas, o disco Cine Show Madureira (1979) traz à tona 12 números do show A peleja do diabo com o dono do céu, baseado no homônimo segundo álbum solo de Ramalho, lançado naquele ano de 1979.

Trata-se de um disco de forte sotaque nordestino, amplificado pelo tom profético imprimido pelo do cantor em músicas autorais então inéditas como o galope Beira-mar (Zé Ramalho, 1979) e o aboio Admirável gado novo (Zé Ramalho, 1979), o maior hit do álbum.

Outra música que tornou-se um clássico do cancioneiro nacional pelo estilo vocal cavernoso de Ramalho  foi “Sinônimos”, composta por Cesar Augusto, Claudio Jair De Oliveira e Paulo Sergio. No vídeo abaixo, o timbre grave de Ramalho orna-se magnificamente com os agudos de Xororó. Valorizada por  uma produção musical primorosa a canção já registrou mais de 80 milhões de visualizações. Pode curtir. 




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.