WALDIR COSTA — Rolim tem maior representatividade federal; prisões no PR preocupam RO

0
5

Rolim – O município de Rolim de Moura tem hoje a maior representatividade federal do Estado. Tem três senadores: Ivo Cassol (PP), que está licenciado; o seu pai, Reditário Cassol, 1º suplente que assumiu o seu lugar e Valdir Raupp (MDB), candidato à reeleição. O município também está bem servido na Câmara Federal com três deputados: Marinha Raupp (MDB). Expedito Neto (PSD) e Luiz Cláudio (PR).

Rolim II – A meta é não só manter, mas ampliar a representatividade do município na Câmara Federal nas eleições deste ano. As lideranças políticas trabalham para que Marinha, Luiz Cláudio e Neto se reelejam e que Jaqueline Cassol, mesmo com domicílio eleitoral em Cacoal se eleja totalizando quatro representantes federais. Jaqueline tem enorme identificação com Rolim. Na Assembleia Legislativa Rolim não tem nenhum representante. São 24 deputados na Casa do Povo. Para as eleições de outubro nenhum nome desponta com favoritismo para ocupar uma das vagas.

Continua – Mesmo não tendo o pedido de registro de sua candidatura a governador no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Rondônia, o senador Acir Gurgacz (PDT), garante que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O TRE também proibiu a propaganda no horário eleitoral. O espaço vai ser ocupado pelo candidato a vice-governador, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Neodi Carlos (PSDC) que teve a candidatura confirmada. Acir afirma com convicção que conseguirá viabilizar no TSE.

Prisão – Na manhã de hoje (11) o ex-governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), sua esposa Fernanda, o seu irmão Pepe e o ex-chefe de gabinete Deonlison Roldo dentre outras pessoas foram presas acusadas de favorecimento em licitações. Richa é filho do ex-governador do Paraná, o saudoso José Richa, um dos fundadores do PSDB em nível nacional que deve estar se revirando no caixão. Beto Richa e Roldo também foram alvos em mais uma fase da Operação Lava-Jato que também ocorreu hoje.

Usinas – A delação do ex-ministro Antonio Palocci à Polícia Federal que teve trechos divulgados por uma emissora de TV em rede nacional envolve propinas oriundas da Usina de Belo Monte, no Pará deverá repercutir em Rondônia, onde foram construídas as usinas de Jirau e Santo Antônio, no rio Madeira, em Porto Velho. Há informações que na época muitos políticos foram favorecidos com propinas e que agora com a delação de Palocci elas virão à tona. Até as eleições teremos muitas surpresas, inclusive a prisão de ex-ocupantes de cargos eletivos. Quem viver verá…

Respingo

Candidatos a cargos eletivos este ano reclamando que estão proibindo de distribuir “santinhos” na feira livre em Buritis. No mínimo alguém está querendo se passar por alguma “otoridade” +++ A Usina Hidrelétrica de Santo Antônio assumiu compromisso de liberar R$ 1 milhão, para cada um dos 51 municípios do Estado e R$ 30 milhões a Porto Velho, para aplicação exclusiva no Distrito de Jacy-Paraná com prioridade para o saneamento básico e preservação do meio ambiente. Ocorre que até hoje nenhum dos municípios recebeu o valor estipulado +++ O acordo foi feito com aval da Assembleia Legislativa autorizasse, como autorizou, a elevação do nível da barragem de Santo Antônio. Como boa parte dos municípios está em situação econômico-financeira difícil há uma revolta muito grande dos prefeitos com a situação.

Ainda não há comentários, seja o primeiro.