WALDIR COSTA – Ji-Paraná não sofre do efeito “Nico”; três nomes despontam como postulantes do Palácio Urupá

0
17

A renúncia do prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (PSB) em abril último para candidatar-se a senador preocupava a população, que tinha em mente o “Efeito Nico”, o vice-prefeito Leonirto (Nico) Rodrigues (PT) que assumiu a prefeitura com a renúncia de Acir Gurgacz (PDT), hoje senador, que se candidatou na época a governador. Acir tinha imposto uma administração simples, mas de realizações; já Nico foi um desastre e até hoje o município sente com sua passagem desastrosa pela prefeitura.

Jipa II – A preocupação do povo de Jipa era com a possibilidade de um novo “Efeito Nico”, pois Jesualdo estava na metade do segundo mandato e tinha o aval da maioria da população. Felizmente isso não ocorreu e o vice, Marcito Pinto (PDT), que assumiu o comando do município vem dando conta do recado. Bom para o futuro político do senador Acir Gurgacz, que preside o PDT e certamente tem interesse que o seu grupo continue forte e faça o sucessor de Marcito, ou mesmo de o prefeito se reeleger.

Candidatos – O quadro sucessório para 2020 em Ji-Paraná é amplo e deverá ser dos mais disputados. O deputado reeleito, Laerte Gomes (PSDB) é um dos postulantes e tem condições de aspirar uma candidatura majoritária. O deputado estadual Airton Gurgacz (PDT), que não se reelegeu é outro nome em condições de ser o futuro inquilino do Palácio Urupá a partir de 2021. Outro nome cotado de disputar o governo municipal em condições de sucesso é do jovem Ari Saraiva, que foi muito bem votado nas eleições a deputado estadual de outubro último, mas não se elegeu.

Transição – O mês de novembro já está no quinto dia e o governador-eleito de Rondônia, coronel Marcos Rocha (PSL), ainda, não definiu a equipe de transição. Estamos a menos de dois meses para a posse e é imperioso que Rocha e seus assessores definam a equipe de transição, para não ter muitos problemas administrativos. Boa parte do sucesso do futuro governo depende da equipe de transição, que entregará um norte da real situação do Poder Executivo estadual. O secretariado também não foi divulgado, situação que também preocupa.

Respingo

Comenta-se que o deputado estadual Luizinho Goebel (PV-Vilhena) é o nome de maior evidência para disputar a Prefeitura de Vilhena nas eleições de 2020. Já há quem defenda a reeleição do atual prefeito, Eduardo Japonês (PV), eleito este ano para um mandato tampão devido à cassação da ex-prefeita Rosani Donadon (MDB) +++ Os pontos críticos da BR 364, no trecho entre Porto Velho a Ji-Paraná foram recuperados pelo Dnit. Falta a sinalização, inclusive a de solo, que prejudica os motoristas dificultando a dirigibilidade, mais à noite e com chuva +++ As obras de recuperação de ruas, desobstrução de bueiros e tapa-buracos vão bem em Porto Velho. O prefeito Hildon Chaves (PSDB) vem enfrentando com sucesso o início do período de inverno amazônico (chuvas) reduzindo o índice de reclamação da população +++ Na sessão ordinária da Assembleia Legislativa (Ale), amanhã (6) a partir das 15h espera-se mobilização dos deputados contrários ao corte de voos da Gol de Porto Velho a outros destinos. A população dependente do avião, que cresce a cada ano e está revoltada com a medida, mais devido às festas de final de ano, quando os voos saem todos lotados.

Ainda não há comentários, seja o primeiro.