WALDIR COSTA – DER sem recursos para estradas; Glaucione prepara reeleição em Cacoal

0
23

DER – Há tempos a coluna vem alertando que a situação econômico-financeira do DER não é das melhores. Residências inoperantes, devido à carência de máquinas, pessoal e equipamentos; falta de recursos suficientes para atender a demanda de combustíveis, mesmo com o parque de máquinas reduzido, porque a maior parte está sucateada, no cepo são alguns problemas que o importante instrumento de apoio às prefeituras enfrenta. O que mais preocupa é a situação precária da maioria das estradas (de leito natural e as que deveriam estar pavimentadas), que estão esburacadas e com o tráfego comprometido.

Estradas – Atendendo pedidos veementes de prefeitos, produtores rurais, comerciantes e a sociedade em geral, os deputados estão pressionando o governo do Estado para que as estradas sejam recuperadas neste período de verão amazônico (seca). O presidente da Assembleia Legislativa (Ale), Laerte Gomes (PSDB/Ji-Paraná) recebeu comunicado da diretoria do DER explicando o motivo de o DER não estar atuando de forma ostensiva na recuperação e restauração das estradas vicinais e rodovias do Estado.

Recursos – Segundo informação da diretoria o órgão não tem disponibilidade orçamentária para a execução da solicitação de Laerte, para concluir as obras de pavimentação asfáltica na RO 473, conhecida como Curva do Jacaré entre os municípios de Alvorada do Oeste e Urupá. E agora? Estamos completando oito meses de governo e o DER já está sem orçamento para poder atender a demanda que é imensa. Também há casos de obras paralisadas do governo federal, como a BR 421, que liga Ariquemes a Buritis que está totalmente esburacada. É o fim da rosca…

Cacoal – Muito criticada no início da administração, porque priorizou a recuperação da malha asfáltica da área central da cidade, deixando os bairros para segundo plano, a prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues (MDB) vem dando conta do recado. As críticas são mínimas e necessárias, porque ninguém consegue governar com eficiência sem oposição. Aos poucos Glaucione vem ajustando a sua administração e preparando a sua reeleição para as eleições de outubro do próximo ano. Quem viver verá…

Reeleição – O ex-prefeito, Franco Vialetto foi muito criticado, porque deixou a cidade abandonada com buracos em toda a malha asfáltica e também nos bairros onde não há asfalto. Na época a coluna adiantava que Vialetto, que esteve na prefeitura em dois mandatos seguidos, esqueceu da cidade, mas deixava o município equilibrado econômica e financeiramente. Não tinha dívidas elevadas com fornecedores e o pagamento dos servidores em dia. Isso facilitou o trabalho de Glaucione, que botou os pés no chão e vem conseguindo realizar um bom trabalho.


Respingo

Depois de muito tempo voltou a chover com intensidade em Porto Velho. Choveu na segunda-feira (19) à tarde e também no início da noite amenizando a poluição do meio ambiente devido a fumaça provocada pelas queimadas criminosas +++ Que as chuvas continuem para que os céus de Rondônia retomem o tom azul. Valeu até a “dança da chuva” praticada por muita gente que clamava pela abençoada água vinda dos céus +++ Na última sexta-feira (16) servidores da Assembleia Legislativa (Ale) foram mais cedo para casa. É que faltou água no vistoso prédio e consequentemente a dispensa do pessoal um pouco mais cedo +++ O Bazar Beneficente da Pestalozzi realizado no último sábado (17) no Sesi em Porto Velho esteve prestigiado por mais de 2 mil pessoas. O evento organizado pelo procurador da República Reginaldo Trindade foi um sucesso com participação efetiva da população e as presenças do governador Marcos Rocha (PSL) e do prefeito da capital Hildon Chaves (PSDB) dentre outras personalidades +++ Grêmio e Palmeiras iniciam hoje à noite um jogo de 180 minutos na disputa pelas quartas de final da Taça Libertadores. O jogo de logo mais será na Arena Grêmio e no próximo dia 27 na Arena Palmeiras.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.