WALDIR COSTA – Ari Saraiva, nome ji-paranaense para a Assembleia Legislativa em 2022

0
13

Deputado – O ex-secretário da Administração da Prefeitura de Ji-Paraná, Ari Saraiva é um dos nomes de expressão eleitoral para disputar a Assembleia Legislativa nas eleições de 2022. Ari concorreu a deputado estadual em 2018, somou 7.985 votos, mas não conseguiu se eleger em razão das coligações. Nas eleições a prefeito de 2020, Ari estava bem cotado para disputar a sucessão municipal, mas acabou desistindo. Para 2022 Saraiva está se preparando e certamente será um candidato com ótimas chances de sucesso. Tem boa penetração junto as mais diversas camadas da sociedade e rejeição mínima. Os deputados Laerte Gomes (PSDB/Ji-Paraná) e Jhony Paixão (PRB/Ji-Paraná) terão em Saraiva um forte adversário.  

Equilíbrio – A previsão para as eleições a governador do próximo ano é de muita disputa, pois já estão na lista de prováveis candidatos, todos nomes expressivos. Ao menos oito políticos, alguns ex-governadores como o senador Confúcio Moura (MDB) e o ex-senador Ivo Cassol (PP), que já provaram que são bons de votos e têm consideráveis representatividades junto ao eleitor de Rondônia. Já Rocha foi eleito em 2018 em condições excepcionais, na “aba” do presidente eleito nas mesmas eleições, Jair Bolsonaro, na época no PSL. Rocha acabou disputando o segundo turno, após ficar em segundo no primeiro turno, com 10.001 votos a frente do terceiro colocado, ex-presidente da Assembleia Legislativa (Ale), Maurão de Carvalho (MDB). O primeiro colocado foi Expedito Júnior (PSDB), derrotado no segundo turno por Rocha com mais de 260 mil votos de diferença.  

Respingo  

A questão do transporte coletivo em Porto Velho continua complicada. A empresa que tem a concessão, a JTP opera com dificuldades, porque a pandemia não permite um movimento regular de pessoas +++ Outro problema são os táxis clandestinos, que assediam os passageiros nas paradas de ônibus de forma explícita e sem ações efetivas da fiscalização pela prefeitura. Os clandestinos circulam com lotações máximas, sem os mínimos cuidados com o protocolo do covid-19 e não transportam gratuitamente idosos e pessoas com deficiências. Sem uma ação firme da fiscalização da Secretaria Municipal de Transporte (Semtran) a empresa acabará paralisando os trabalhos e o povo, que depende do transporte coletivo ficará à mercê dos clandestinos +++ Difícil também a situação dos comerciantes em razão de o coronavírus. Com lojas, restaurantes e a maioria do comércio fechada, fica difícil equilibrar a economia do Estado. A expectativa é que, se hoje a situação é grave nesses segmentos, no setor público também será é só uma questão de mais ou menos tempo +++ Sem arrecadação União, Estados e prefeituras não terão como cumprir seus compromissos com servidores e fornecedores. Sem a vacina a perspectiva de quebradeira geral aumenta a cada dia.  



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here