Voluntários tiram duas toneladas de lixo do Rio Machado

0
146

45 voluntários, entre ambientalistas, servidores públicos, empresários e acadêmicos de universidades participaram no último final de semana de mais uma ação de limpeza das margens do rio Machado, que divide o município de Ji-Paraná em dois distritos. Durante a ação os ambientalistas prestaram homenagens ao biólogo Thiago Goldinho e à Geógrafa, Rosangela Reis, ambos falecidos este ano. Mais de duas toneladas de lixo foi recolhida e encaminhada á para Lixeira Controlada da cidade.

A Ação Voluntária foi organizada pela Colônia de Pescadores Z-9 sob a presidente de Manuel Dantas e coordenação do ambientalista Cláudio Duarte (Claudinho da Sedam). Segundo os dois, além dos profissionais liberais, o ato teve a participação e apoio da secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), unidade de Ji-Paraná; Unir, Emater, Semeia, Polícia Ambiental e Corpo de Bombeiros.

Os 45 participantes foram divididos em dois grupos, sendo o primeiro deles (equipe de apoio) saindo de Ji-Paraná às 6h de sábado, com destino à Ilha do Poção e às 8h, o segundo grupo distribuídos em 11 voadeiras. Já na ida, as equipes iniciaram a retirada de material considerado nocivo a sobrevivência do rio Machado (Ji-Paraná), como plástico, latas, vidros, garrafas de bebidas, e até, móveis e eletrodomésticos descartados às margens do rio.

Segundo Manuel Dantas, presidente da Colônia de Pescadores Z-9, do centro de Ji-Paraná até a Ilha do Poção, a distância é de 60 quilômetros, por isso, todos pernoitaram para fazer o retorno na manhã do dia seguinte. ”Foi a maior ação ambiental que já presenciei e participante em prol da sobrevivência do rio Machado”, afirmou.

Homenagens — Um dos momentos mais esperados da Ação Voluntária foi à homenagem feita pela a organização em memória da geógrafa Rosangela Reis e do biólogo Thiago Goldinho. Ela falecida vítima de câncer há dois anos, e ele, em decorrência de afogamento na região de Machadinho. Com a presença de familiares dos homenageados, foi apresentado fotos de trabalho dos dois em prol do Meio Ambiente em suas respectivas regiões. “Jamais vamos esquecê-los, além de excelentes profissionais, também foram grandes amigos de todas as horas”, declarou Cláudinho da Sedam. O ato foi encerrado com a plantação de várias mudas ás margens do Machado.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here