Violência contra as mulheres vem crescendo em Rondônia

0
42

Na Delegacia da Mulher em Porto Velho os registros não param de aumentar. Somente nos cinco primeiros meses deste ano, a instituição realizou cerca de 2 mil intimações com cerca de 1.600 atendimentos, das quais apenas 287 resultaram em investigações. 

Na capital, a única delegacia que presta socorro as vítimas não tem estrutura e nem pessoal suficiente para realizar os trabalhos. Como tentativa de frear os números, governo e município têm proibido a contratação de pessoas com histórico de violência com o sexo feminino

Em Porto Velho, a proposta foi sancionada como lei pelo prefeito Hildon Chaves após o assassinato da professora Joselita Félix a facadas, em março desde ano, pelo seu ex-companheiro.

Veja reportagem da Rede TV de Rondônia sobre o tema:



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.