Vídeos de um carioca falando errado e gravando a reação do pai dele viralizaram na internet e estão fazendo sucesso. Além de engraçado, os vídeos ensinam a falar o português corretamente e um deles atingiu cerca de 10 milhões de visualizações.

Nas imagens, o publicitário Matheus Costa provoca o pai, José, que não tem paciência com erros de português. “Essa loja de açaí é muito cara. Se tivessem ‘abrido’… Vou ali no mercado ‘pra mim fazer’…”, diz Matheus em um dos vídeos para desespero do pai que sempre o corrige.

Em outro vídeo, o pai demonstra preocupação ao ver o filho marcando uma entrevista de emprego, deixando escapar vários erros de português na hora de falar. Seu José diz que Matheus vai ser bloqueado pela entrevistadora por conta dos erros de pronúncia.

Matheus tem uma veia cômica. No meio da pandemia, a namorada dele insistiu para ele baixar um aplicativo para postar vídeos na internet, até que ele teve uma ideia. “Fiz o vídeo com meu pai, no dia a dia, teve muitas visualizações, pessoal querendo mais, querendo mais. Todo mundo conhece alguém que fica estressado com erro de português, então sabia que o pessoal ia gostar”, disse o publicitário.

PAI  AINDA NÃO SABE DA BRINCADEIRA  Um dos vídeos teve 10,5 milhões de visualizações até agora. É justamente o que mostra um erro bem comum no balcão da padaria: pedir “duzentas” gramas de “mortandela”. O pai, indignado o adverte dizendo que o correto é dizer “duzentos” e “mortadela”.


Matheus conta que o pai não sabe de nada. E para ele não desconfiar da brincadeira, pediu até para a mãe participar dos vídeos também. E até hoje seu José não sabe que é famoso na internet. “Um dia ele vai ter que saber, porque a repercussão está tão grande que uma hora ou outra ele vai saber”, disse o filho.

O que era para ser um momento de diversão, virou também aprendizado. Afinal, todo mundo já ficou em dúvida sobre uma ou outra palavra.

“Desde criança meu pai me corrige, ele é um cara muito culto. Ele ia para a escola comigo me ensinando as palavras, ele me fazia ler os outdoors das lojas, letreiros e sempre me instigou a melhorar a minha educação, ler bem. Então, sempre tive esse apoio em casa para ter uma escrita boa”, disse Matheus.

Veja a divertida matéria da Rede Globo do Rio de Janeiro a seguir:

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here