Os vídeos das delações dos executivos da JBS liberados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na última sexta-feira, 20, atingiram em cheio o vice-prefeito de Porto Velho, Edgar Tonial, o “Edgar do Boi”, principal conselheiro do prefeito Hildon Chaves (PSDB).

Neste domingo, após a divulgação e repercussão da divulgação da delação premiada do diretor de tributos da JBS, Valdir Aparecido Boni, nos principais jornais do País, o vice-prefeito anunciou seu afastamento do cargo por meio de nota à imprensa. Em vídeo, o diretor da JBS afirma ter pago propina em troca de benefícios fiscais em Rondônia ao atual vice-prefeito da capital e a Clodoaldo Andrade. Os pagamentos da propina teriam ocorrido em dois momento com valores diferentes. De 2012 e 2014 teria sido pago cerca de R$ 2 milhões e, em 2015, mais R$ 1,8 milhão .

Neste comunicado aos jornalistas, o vice-prefeito Edgar do Boi, disse que sua preocupação no momento, passa a ser com a elaboração de sua defesa e que o seu afastamento é em atendimento a uma solicitação feita pelo prefeito Hildon Chaves

Eis a íntegra da nota divulgada ontem pelo vice-prefeito Edgar do Boi:

“Diante das denúncias divulgadas pela imprensa, e que envolve meu nome, acatei solicitação do prefeito Dr. Hildon Chaves, de afastamento das minhas atividades para que possa me dedicar integralmente à minha defesa. Neste momento grave da vida política nacional, entendo que não posso me transformar num obstáculo ao grande governo que está sendo promovido na cidade de Porto Velho e, por essa razão, reitero meu pedido de afastamento, mantendo-me sempre na torcida de que o governo municipal tenha êxito nas suas atividades.”


 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here