O pacote de ações econômicas lançado na semana passada pelo prefeito Marcito Pinto (PDT) recebeu o apoio integral da Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP). As medidas propostas pelos vereadores foram encaminhadas à administração municipal, por meio de requerimentos.

Na avaliação do presidente da CMJP, Affonso Cândido (DEM), o pacote municipal que começou a valer na segunda-feira (20), vai ajudar microempreendedores e pequenas empresas a enfrentarem o período de restrições provocado pela pandemia do novo coronavírus.

“São medidas que vão restabelecer a movimentação financeira, oferecendo maior prazo para o recolhimento de impostos e, acima de tudo, permitindo que as empresas não tenham seus negócios suspensos por estar em débito com a fazenda municipal”, afirmou Affonso Cândido.

Segundo ele, algumas propostas tinham sido aprovadas na CMJP pelos vereadores e encaminhadas ao prefeito Marcito Pinto. “Alguns setores, principalmente o de serviço, foram muito afetados pelo isolamento social. Agora vamos dar prazo para as empresas se recuperarem”, admitiu.

O vereador Edivaldo Gomes (PSB) encaminhou pedido ao prefeito Marcito Pinto para suspender a cobrança das parcelas de empréstimos consignados dos servidores da prefeitura, Câmara Municipal e autarquias.


A CMJP aprovou requerimentos de suspensão da cobrança do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN), por um prazo de 90 dias, para taxistas e motaxistas. O documento legislativo foi assinado pelos vereadores Affonso Cândido e Lorenil Gomes (PSDB).

O plenário da Câmara Municipal também aprovou requerimento, assinado por todos os vereadores, em que pede a prorrogação do prazo de validade dos vales-transportes, adquiridos a partir de fevereiro, até dezembro de 2020.

Em requerimento à administração municipal, a vereadora Cláudia de Jesus (PT) e vereador Welinton Fonseca (PR) solicitaram a prorrogação dos vencimentos das parcelas do IPTU/2020.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here