Sete metros quadrados, com direito a cama, banco, escrivaninha, prateleiras, vaso, pia e chuveiro. Assim é a cela individual de Adelio Bispo de Oliveira, 40 anos, preso depois de atacar com uma faca o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), na tarde da última quinta-feira (6), em Juiz de Fora (MG). Ele chegou no presídio federal de Campo Grande (MS), neste fim de semana.

O Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) detalhou que Adelio está isolado em uma ala destinada a réus colaboradores e presos protegidos pela justiça, ou com risco a integridade física. Estão incluídas seis refeições diárias com estas opções: arroz ou massa (macarrão, lasanha, nhoque) salada, feijão, farofa e carne (de frango, peixe, bovina ou suína), refeição acompanhada de refresco.

CELA TEM CAMA, BANCO, ESCRIVANINHA, PRATELEIRAS, VASO, PIA E CHUVEIRO

Adelio recebeu além de produtos de limpeza, como sabonete, escova de dente e papel higiênico, um enxoval do qual faz parte uma camiseta manga curta e longa, calça, agasalho, tênis, sapato, lençol, toalha, travesseiro. 

VISITAS  — O presídio é vigiado 24 horas por dia por 200 câmeras, algumas delas, inclusive, escondidas. Atualmente, o local abriga 120 detentos. A capacidade é para 220 presos.

Só após 20 dias de triagem é que Adelio poderá receber familiares. Vale salientar que são parentes até terceiro grau ou esposa. Todas as visitas terão que acontecer no pátio, sob monitoramento de agentes penitenciários. Quem for visitá-lo, precisará fazer um cadastro, apresentar documentos solicitados pela unidade, como certidões da justiça criminal estadual e federal, e comprovantes de residência e identidade.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here