Começa hoje, segunda-feira (20) o processo de triagem da Unicem de Ji-Paraná para selecionar pacientes que precisem de: extração de siso, remoção de freio labial, frenectomia lingual, procedimentos na gengiva, cirurgias pré-protéticas, biópsias na cavidade oral e remoção de cistos.

Os procedimentos vão começar a ser feitos já no sábado (25) pelos dentistas que estão fazendo o curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral Menor.

As pessoas interessadas em fazer os procedimentos com um custo menor, devem comparecer à UNICEM, na segunda-feira (20), nos horários entre de 8h às 12h e de 14h às 18h.


ENTENDA O QUE SÃO OS PROCEDIMENTOS:

Extração de siso — Um dos procedimentos mais comuns dentro dos consultórios odontológicos é a extração dos dentes de siso ou terceiros molares — como são chamados pela comunidade odontológica. A cirurgia se faz necessária quando não há espaço para que eles se posicionem corretamente na arcada dentária, provocando inflamações gengivais e aumentando o risco de cáries.

Em outros casos, os dentes não apontam e ficam inclusos. Então, é necessário que o dentista faça a extração para evitar maiores problemas. Pacientes que fazem tratamento ortodôntico também podem precisar passar pela cirurgia de retirada dos sisos.

A complexidade da cirurgia depende do estado dos dentes sisos na boca.
Caso eles estejam inclusos (dentro do osso), o procedimento é complexo e exige mais cuidados por parte do paciente. Caso eles já tenham apontado, a extração é mais simples. No entanto, mesmo nos casos mais complicados, a cirurgia pode ser feita no consultório, com anestesia local.
Remoção de freio labial

Remoção do freio labial — A cirurgia oral menor também é responsável pela remoção do freio labial superior (frenectomia). Trata-se de nada mais do que uma dobra da mucosa, que liga o lábio e a bochecha à mucosa alveolar. O procedimento serve para corrigir anomalias nessa parte da boca.

E, mesmo que a princípio pareça uma questão meramente estética, o freio labial em tamanho desproporcional pode prejudicar o sorriso do paciente, trazendo prejuízos à sua autoestima. Isso porque ele causa diastema (dentes separados), o que incomoda muitas pessoas.

A correção do diastema é feita por meio de aparelho odontológico ou facetas dentais (lentes de contato ou facetas de porcelana), mas o freio labial deve ser removido para que o tratamento seja realizado com sucesso. A cirurgia de frenectomia é relativamente simples e rápida, não havendo necessidade de o paciente se afastar de sua rotina normal.

Frenectomia lingual — O freio lingual, prega localizada embaixo da língua, faz parte da anatomia do corpo humano. Mas, quando é muito pequeno ou fibroso, ele pode impedir o paciente de exercer suas funções normais.

A língua presa é um dos problemas causados pelo freio lingual muito curto. Nesses casos, o paciente tem dificuldade para falar corretamente. A frenectomia lingual é uma cirurgia simples e pode ser realizada ainda na infância, poupando a criança de transtornos (como o bullying, por exemplo).
Procedimentos na gengiva

Procedimentos na gengiva — A gengiva é parte essencial para a harmonia do sorriso e, muitas vezes, é excessivamente grande ou apresenta uma cor esteticamente desagradável. Isso causa um desconforto no paciente, que deixa de sorrir e desenvolve problemas de sociabilidade.

Para corrigir esses problemas, são necessárias cirurgias que modificam a cor e o formato das gengivas, deixando o sorriso mais agradável. O dentista especialista em cirurgia oral menor também pode oferecer estes procedimentos no consultório.

Cirurgias pré-protéticas — Problemas de reabsorção óssea são comuns em pacientes que perderam os dentes há muito tempo. Mesmo que usem dentadura, a reabsorção do osso é inevitável, pois o organismo entende que, como não há a presença da raiz dentária, aquele osso já não é necessário.

Quando há perda óssea, pode ocorrer de a prótese não se adaptar corretamente, seja ela fixa ou removível. E, para que o problema seja solucionado e a pessoa tenha conforto com sua prótese dentária, é preciso passar por uma cirurgia pré-protética. O procedimento melhora a região que vai receber a prótese, fazendo com que ela se encaixe melhor na boca do paciente.

Biópsias na cavidade oral  A biópsia é um procedimento cirúrgico em que se tira uma amostra de tecido vivo do corpo humano para análise. Na odontologia, essa cirurgia é necessária para confirmar patologias na cavidade da boca.
Tal intervenção é indicada para o diagnóstico de vários tipos de doenças, desde as mais inofensivas até as mais complicadas, como o câncer bucal, por exemplo. A biópsia pode ser feita com a remoção de apenas parte da lesão ou de todo o tecido lesionado.

Remoção de cistos — A cirurgia oral menor também é indicada para a remoção de cistos na boca. Eles podem aparecer na cavidade bucal como resultado de uma proliferação de restos dos tecidos que foram responsáveis pela formação dos dentes (tecidos epiteliais). Isso acontece porque tais restos não foram absorvidos corretamente pelo organismo.

Sendo assim, caso haja uma infecção ou trauma na região onde estão esses resíduos de tecido, ocorrerá uma proliferação patológica, resultando em cistos. Para a remoção dessas anomalias, é necessária uma intervenção cirúrgica.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.