Rondônia possui um potencial turístico muito grande e neste segmento destaca-se a pesca esportiva, principalmente no Vale do Guaporé e em cidades cujos rios são braços do rio Guaporé. Maior produtor de peixes de água doce da região da Amazônia, o estado conta com grande diversidade de peixes, que tem atraído turistas de outros estados e de outros países para a prática desta atividade.

Só na área de hospedagem há 62 boas opções que geram em torno de 650 empregos diretos e faturam algo em torno de R$ 10 milhões anuais, segundo dados da Superintendência Estadual de Turismo (Setur). “Temos procurado conhecer in loco todos os locais com potencial turístico, a fim de que possamos estabelecer planejamento para cada segmento”, disse o superintendente do órgão, Júlio Olivar.

O Vale do Guaporé tem atraído muita gente devido as suas belezas naturais, que despertam a curiosidade e a atenção do turista. A região é considerada o ‘pantanal’ da Amazônia e, nesta época do ano suas praias e as constantes revoada de pássaros se constituem em atrativos adicionais para os turistas.

O superintendente Júlio Olivar destaca, também, o potencial da capital Porto Velho para a pesca esportiva, acentuando que a região do Baixo Madeira possui uma riqueza muito grande em variedades de peixes, além das peculiaridades ribeirinhas. “Creio que esta região logo se transformará num dos maiores destinos turísticos da pesca esportiva do Estado”, prevê Olivar.

Ele informou que a Superintendência de Turismo prepara uma base no aeroporto internacional Jorge Teixeira como proposta de ampliar a divulgação do potencial turístico do Estado para quem está apenas de passagem pela capital. “Precisamos tornar conhecido o nosso potencial turístico, mas isso não depende apenas do poder público. O setor empresarial precisa também estar engajado nesse processo”, assinala.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here