Mais de 50 toneladas de papel e papelão estão sendo enviados para uma indústria de papel higiênico, na cidade de União da Vitória, no Paraná pela Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Ji-Paraná (Coocamarji).

“O aumento da coleta de papel e papelão nos últimos 12 meses passa de 100%, resultado da compra de uma fragmentadora industrial de papeis, informou o presidente da instituição”, Celso Luiz Moulaz.

Ele lembrou que antes da conquista dos dois importantes equipamentos, a Coocamarji praticamente não trabalhava com reciclagem de papeis, mesmo sendo bastante solicitada para recolher centenas de materiais como livros de empresas, escolas públicas e particulares.

“A mesma dificuldade a gente tinha no caso de papelão”, completou. Ainda segundo o presidente da cooperativa as aquisições da picotadeira e da minicarregadeira somente foram possíveis devido o apoio recebido do ex-deputado estadual, Airton Gurgacz (PDT) através de recursos disponibilizados de suas emendas individuais.

A fragmentadora teve custo de R$ 24 mil, enquanto a minicarregadeira foi adquirida pelo valor de R$ 175 mil. 


Celso informou que hoje são coletadas e processadas mais de 24 mil toneladas de papel e mais de 26 mil toneladas de papelão. Depois todo o material é compactado e depois embarcado na carreta para o transporte até a indústria de papel higiênico,  em União da Vitória, no Paraná.

“Antes o pessoal levava 18 horas para carregar uma carreta e agora, com a minicarregadeira, esse tempo baixo para duas horas e meia, ou até menos”, comemora. 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.