O desembargador Roosevelt Queiroz Costa determinou na tarde desta sexta-feira (18) que os prefeitos presos na Operação Reciclagem, que investiga supostos recebimentos de propina de um empresário do ramo de coleta de lixo, retornem a seus cargos e revogou todas as prisões.

Glaucione Rodrigues (Cacoal), Gislaine Lebrinha (São Francisco do Guaporé), Marcito Pinto (Ji-Paraná) e Luizão do Trento (Rolim de Moura), além do ex-deputado estadual Daniel Neri haviam sido presos em 25 de setembro e foram afastados de suas funções. Em 17 de novembro Daniel Neri obteve prisão domiciliar, após o Ministério Público ter apresentado denúncia.

“Durante o período das investigações provas foram angariadas e filmagens de recebimentos por parte de prefeitos e deputado foram registrados, com a distribuição de um grande volume de dinheiro em espécie”, afirmou o MP.

Em 25 de novembro os prefeitos conseguiram prisão domiciliar. Com a decisão do desembargador, essas prisões foram revogadas e eles foram autorizados a reassumir seus cargos até o fim dos mandatos, que encerra no próximo dia 31.
Os advogados Nelson Canedo e Renato Cavalcante representam os prefeitos presos. Procurado, Canedo informou que a decisão será cumprida ainda nesta sexta-feira.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here