Táxis de Ji-Paraná vão adotar taxímetros. Aparelhos já foram adquiridos.

A IMPLANTAÇÃO DO EQUIPAMENTO É UMA EXIGÊNCIA DA LEI FEDERAL 12.468 DE 2011 QUE OBRIGA O SEU USO EM CIDADES ACIMA DE 50 MIL HABITANTES

0
138

O Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) de Rondônia espera somente o chamado da Prefeitura de Ji-Paraná por meio da Autarquia Municipal de Trânsito (AMT) para realizar a aferição dos taxímetros que serão instalados nos 120 veículos que trabalham como táxis na cidade. A implantação do equipamento é uma exigência da Lei Federal 12.468 de 2011 que obriga o uso do aparelho em cidades acima de 50 mil habitantes e também regulamenta a profissão de taxista. De acordo com diretor técnico e operacional do órgão estadual, Ronaldo Lessa, todos os procedimentos de responsabilidade do Ipem-RO já foram realizados. “Agora, somente depende de sermos solicitados pela prefeitura local para, após esses equipamentos instalados, fazermos a aferição e liberá-los para a sua operacionalidade”, afirmou Lessa

O processo para a instalação do taxímetro nos veículos de táxi da cidade teve início em 2011, quando  um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi acordado entre o Ministério Público Estadual (MPE) e a Prefeitura de Ji-Paraná através da extinta Empresa Municipal de Transportes Urbanos (EMTU). Já no ano passado, o mesmo MPE teria encaminhado recomendação ao município para que definitivamente desse cumprimento aos termos do referido termo. Notificada pela prefeitura a Associação dos Taxistas de Ji-Paraná adquiriu os 120 aparelhos no último trimestre do ano passado e também informou que o processo para a instalação dos aparelhos já se encontra na reta final.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here