A RODOVIA LIGA AS DUAS CAPITAIS DA REGIÃO NORTE, MANAUS E PORTO VELHO

A demora na conclusão dos estudos de impactos ambientais que vão permitir o asfaltamento da BR-319, rodovia que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO) motivou a Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) a fazer uma audiência pública na terça-feira (10).

O colegiado quer que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Fundação Nacional do Índio (Funai) deem explicações sobre o andamento do processo, que deveria ter sido concluído no ano passado.

O requerimento foi apresentado por Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Acir Gurgacz (PDT-RO). A audiência está marcada para começar às 9h.

Ainda não há comentários, seja o primeiro.