A GESTÃO DE FUVERKI À FRENTE DA SEMUSA FOI MARCADA PELA AUSTERIDADE DE GASTOS E MUITOS INVESTIMENTOS

Renato Fuverki espera somente a publicação no Diário Oficial do Município para deixar o comando da Secretária Municipal de Saúde de Ji-Paraná. Seu pedido de exoneração em caráter irrevogável foi entregue ao prefeito Marcito Pinto neste dia 11 de março. Ele permanecerá na função somente até a nomeação do seu sucessor.

Fuverki está viajando, mas gentilmente atendeu a reportagem do Repórter RO pelo whatsapp e deu esta declaração exclusiva:

“O pedido de exoneração era algo que eu já vinha conversando com o prefeito Marcito Pinto há algum tempo. Eu estou há mais de seis anos à frente da Secretaria de Saúde, um cargo que é muito desgastante. Estou no limite do meu estresse mesmo e preciso descansar um pouco. Pretendo reabrir minha empresa que eu precisei deixar em função da Semusa. É uma agência de câmbio, o tipo de negócio que o dono precisa estar à frente.


Então, não é nada de especial. É mesmo cansaço. Acho que fiz minha parte, dei a minha contribuição. Agora, vou cuidar dos meus projetos na iniciativa privada e torcer para que venha um novo secretário com ideias novas e melhore a saúde de Ji-Paraná ainda mais.”

FUVERKI FOI UMA DAS primeiras indicações do então prefeito Jesualdo Pires, quando venceu as eleições, em 2012. Foram seis anos e dois meses frente à Semusa, com uma gestão pautada pela austeridade e eficiência administrativa. Só com a folha de pagamento dos servidores, a economia conseguida pelos seus métodos foi de 36,45%. Ele ainda elevou em mais de 30% a média de médicos contratados para o Hospital Municipal, que nos últimos anos se transformou em um verdadeiro canteiro de obras, com investimentos que beira os R$ 15 milhões.

GUARICIABA TEIXEIRA, A NOVA SECRETÁRIA DE SAÚDE

Renato Fuverki foi um único secretário municipal a conquistar o conceito “A” na avaliação do Tribunal de Contas e o segundo no Pais com a maior nota na avaliação do Agenda Mais Acesso, que cuida do projeto federal Saúde Reprodutiva da Mulher. Outro fator de destaque foi a implantação dos procedimentos humanizados  na maternidade do Hospital Municipal, o que reduziu significativamente as taxas de mortalidade infantil em Ji-Paraná. A atuação de Renato Fuverki também foi decisiva para a futura implantação do curso de medicina em na cidade.

Com a saída de Fuverki o prefeito municipal Marcito Pinto (PDT) se vê na obrigatoriedade de nomear novo titular da secretaria, o que acontecerá na próxima quinta-feira (14), às 8h30 da manhã, no gabinete executivo da Semusa. Assumirá o cargo Guariciaba H. Teixeira, que exerceu a mesma função na primeira gestão do governo do ex-prefeito José de Abreu Bianco.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.