A Energisa está intensificando o combate ao furto de energia em Rondônia para diminuir o índice de perda que chega a 30%. As fraudes no relógio medidor e o furto de energia são crimes previstos no Código Penal, mas ainda acontecem com bastante frequência em unidades residências e até empresariais.

De acordo com o diretor técnico comercial da Energisa, Fabricio Medeiros, a fraude, conhecida como “gato”, é um grande problema para o Estado pois conta vai para a tarifa de energia de todos os consumidores. “Rondônia tem um nível de perda muito acima da média nacional no grupo Energisa e, por conta disso, nós estamos intensificando a fiscalização de forma mais intensa do que já estava sendo feito. A gente intende que isso é um grande problema para o estado já que esses custos são cobrados de todos”, afirma o diretor. 

Diminuir o número de residências com alterações nos relógios ou irregularidades nas ligações de qualquer foram é o meio para tentar minimizar a conta de energia da população. “Para isso, nós capacitamos os eletricistas para atuarem nas ruas de todo o estado e eles estão preparados para identificar qualquer tipo de fraude”, garante Fabricio Medeiros afirmando que a Energisa vai equipar a área do combate ao furto de energia para que o grupo consiga ser bem efetivo nesse processo de fiscalização.

Capacitação
Durante o treinamento, os profissionais são treinados para fiscalizar perdas e para que consiga caracterizar e achar as fraudes existentes. “O trabalho é feito de forma tecnológica com equipamentos de alta geração para que consiga detectar as fraudes seja ela qual for. A abordagem correta também é passada aos fiscais para ajudar na efetividade das nossas equipes em campo”, enfatiza o diretor. 

O diretor afirma que os engenheiros da Energisa conhecem todas as práticas de “gatos” que existem no país e sempre que surge alguma artimanha nova eles conseguem identificar e acham a forma de corrigir. “Nós temos equipamentos e tecnologia para combater a tecnologia do mal em residências ou empresas”, afirma. 


Ao ser flagrado praticando o crime de furto de energia, o responsável pode responder processo judicialmente e até ser preso dependendo do caso. “Além disso, a gente faz um cálculo da energia furtada e o proprietário terá que pagar”, finaliza.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here