Rondonia registra primeira morte de indígena com Covid-19 nesta segunda (25)

0
42

Rondônia registrou a primeira morte de indígena com o novo coronavírus. Trata-se de um paciente da aldeia Caracol, do povo Karitiana, que morreu na noite desta segunda-feira (25). A informação foi confirmada por Elivar Karitiana, vice-presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi). A vítima, identificada como Gumercindo Karitiana, era tio de Elivar.

“Confirmo sim. Ele estava com Covid-19. Estava entubado há dois dias. Morreu hoje [segunda-feira]”, disse Elivar, emocionado.

O óbito também foi confirmado pela Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé. “A suspeita é de que a aldeia inteira esteja com Covid-19. É muito difícil, mesmo. Eles não têm imunidade”, disse a ambientalista Ivaneide Bandeira.

Segundo Ivaneide, a luta agora é em como fazer a despedida de Gumercindo, já que indígenas seguem outros rituais. “Não poderão fazer isso dessa forma. Ele estava com Covid-19 e, caso levem à aldeia, pode infectar os outros”, explicou.

Conforme o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), outros dois indígenas estão internados em estado crítico no Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), em Porto Velho.


Na semana passada, foram confirmados os três primeiros diagnósticos entre indígenas no estado. Já no último fim de semana, os números saltaram para nove diagnósticos.

O arcebispo de Porto Velho e presidente do Cimi, Dom Roque Paloschi, chegou a mencionar que a tendência é ter mais confirmações de Covid-19 entre indígenas. “Sim, podem ser muito mais. Eles são obrigados a vir para a cidade e há pessoas nas terras indígenas”, disse.Temor pelo avanço

No mês passado, entidades se disseram preocupadas com a disseminação do novo coronavírus nas aldeias. Na ocasião, Funai e Ibama afirmaram estarem atuando para combater o avanço do vírus em terras indígenas com medidas como o bloqueio de entradas das aldeias e ações de comando e controle contra ilícitos ambientais nas áreas federais.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here