De acordo com Sedam, Rondônia registra 610 focos de calor e 200 de chamas desde maio

0
77

Rondônia contabilizou 610 focos de calor em junho deste ano, segundo levantamento da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Ambiental (Sedam). Já em menos de 60 dias – maio e junho –, Porto Velho, sozinha, somou quase 200 pontos de chamas.

Conforme o órgão, em maio de 2019, foram 35% a mais de focos de calor e queimadas registrados no estado do que o mesmo período do ano passado. Já nos 21 dias de junho, houve 610 focos, ou seja, 55% a mais do que a mesma data em 2018.

Fábio Adriano Monteiro, meteorologista da Sedam que faz parte da Sala de Situação responsável pelo monitoramento, explica que o prognóstico que se desenha é cruel.

“Se mantiver essa tendência, a gente já vê que junho, julho e agosto, além de setembro, principalmente, que é o mês que mais queima, se torna preocupante, pois já começa um período já com excesso de focos de calor com relação ao ano passado. Então isso já se acende a luz de alerta”, disse Fábio.

É em Porto Velho onde são registrados os maiores incêndios, tanto florestais como urbanos. Em segundo lugar vem o município de Cujubim (RO). Apenas incêndios atendidos e combatidos pela Brigada Municipal de Incêndio da capital foram quase 200 casos, entre maio e os 21 dias de junho. Há dois dias, por exemplo, um incêndio de grandes proporções atingiu uma área próxima ao Espaço Alternativo, em Porto Velho.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here