Rondônia figura entre os estados que mais registrou queimadas em 2018

0
226

Rondônia está entre os 15 estados do Brasil que mais apresentaram queimadas nos primeiros sete meses de 2018. A informação é do banco de dados do Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Entre janeiro e 20 de julho deste ano, a região somou 576 pontos de chamas. Isso significa que o estado registrou, em média, quase três focos de incêndio por dia.

Apesar disso, os números mostram leve melhora. Em comparação com o mesmo período de 2017, os pontos de chamas em Rondônia sofreram queda de 11,24%, já que, até 20 de julho do ano passado, o estado apontou 649 focos.

Porém, em âmbito nacional, o Inpe registrou 24.627 focos até o dia 20 do mês passado, índice 9,42% maior do que no mesmo período de 2017, que contabilizou 22.307. Mato Grosso, Tocantins e Maranhão seguem nas primeiras posições como os estados mais castigados pelo fogo. Juntos, somam mais de 42% de incêndios pelo país.

Segundo órgãos responsáveis, a época de estiagem, que começou logo após o período de chuvas no norte do país em meados de junho, facilita a propagação das chamas. Porém, na grande maioria, os incêndios são causados por ações humanas.

Hélio Moreira, coordenador substituto do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PrevFogo) em Rondônia, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), é um dos que confirmam a hipótese. “Imaginávamos que esse período de seca fosse extenso, pois secou de uma vez. E é nessa época que as pessoas começam a queimar. Se juntarmos a seca forte com essa cultura errada de queimar, o número de incêndios consequente aumenta”, explica o técnico.


PRIMEIRO LUGAR — Porto Velho é campeã em focos de incêndio tanto no estado quanto no país. Este ano, por exemplo, o município está na primeira posição do ranking nacional de cidades que mais queimam no Brasil, com 2,1% de focos.

No total de 576 pontos de chamas, segundo o satélite referência, 186 são apenas em Porto Velho. Isso representa pouco mais de 30% na quantidade total de incêndios pelo estado. Em seguida, vem Candeias do Jamari e Nova Mamoré, com mais de 5% de focos. Depois, aparece São Francisco do Guaporé e Cujubim, com 4,51% e 3,82%, respectivamente.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here