Ratos invadem celas e atacam detentas no presídio feminino de Porto Velho

0
179

Após a denúncia protocolada pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon), sobre a invasão de ratos nas celas das presas, a Justiça de Rondônia determinou a interdição do presídio feminino de Porto Velho no fim da tarde de ontem, quarta-feira (14). Também foi ordenado que o estado retire as mulheres do presídio em um prazo de 48 horas. l.

Em nota oficial, a Secretaria Estadual de Justiça (Sejus) disse que vai transferir as presas para um presídio novo que já está pronto, mas que ainda não foi inaugurado. 

A direção do Singeperon juntou os vídeos e os depoimentos das apenadas e já os enviou ao Ministério Público de Rondônia (MP-RO), Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), Defensoria Pública e o Conselho Estadual de Direitos Humanos.

NOS ÚLTIMOS DIAS o presídio feminino de Porto Velho foi invadido por centenas de ratazanas. Segundo detentas que cumprem pena na unidade prisional, a situação é tão grave que elas estão sendo atacadas e até mordidas pelos roedores. Para denunciar o problema, um agente penitenciário gravou um vídeo mostrando os animais entrando no pátio do presídio e circulando tranquilamente pelas celas.

Preferindo não se identificar, uma das presas conta que não sabe o que fazer para resolver o problema. “Nós tapamos com pano e botamos quadro aqui, garrafa. Mas não tava tendo jeito não. Eles entravam mesmo assim”, afirma.


Segundo O diretor do Singeperon, Ronaldo Rocha, a infestação de roedores na unidade não é recente e o vídeo foi gravado para denunciar a situação das presas.  “As servidoras não aguentam mais trabalhar ali. O negócio é preocupante não só para servidoras, mas como as apenadas. É um caso desumano. Os ratos passam por cima de coturnos e as apenadas já foram mordidas”, conta.

O presídio feminino só tem capacidade para receber 79 pessoas, mas atualmente comporta cerca de 130 presas.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here