Ji-Paraná registra atualmente uma das frotas de veículos de maior inadimplência de Rondônia. Segundo a Autarquia Municipal de Trânsito (AMT), são mais de 80 mil veículos, sendo a maioria motocicletas; desse total, aos menos 35 mil estão com a documentação atrasada.

Para o presidente da AMT, Paulo Moura, a única alternativa para baixar esses números é a intensificação da fiscalização por parte dos órgãos ligados a área, como a Polícia Militar (Batalhão de Trânsito – Ptran) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RO).

De acordo com diretor da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) Ji-Paraná, Antônio Lira Borges a inadimplência por parte de proprietários de veículos em Ji-Paraná, e em praticamente todo o Estado, é ocasionada pela atual situação econômica do País.

Ele também acredita que os mesmos condutores também são displicentes deixando para quitar seus débitos quando precisam viajar ou quando são flagrados em uma fiscalização de trânsito. “Lamentavelmente, em cada dez condutores, nove dizem não pagar por falta de dinheiro em decorrente da situação econômica atual”, declarou.

Investimento  —  Paulo Moura disse lamentar a alta dos índices de inadimplência da frota de veículos de Ji-Paraná. Segundo ele, os recursos que deixam de chegar nos cofres da prefeitura resultam também na diminuição de investimentos na melhoria do trânsito como revitalização das faixas de pedestres, manutenção da sinalização semafórica, instalação de placas indicativas, e ainda, a construção de rotatórias. “Sem os 50% dos recursos do Imposto sobre Veículos Automotivos (IPVA), os investimentos também diminuem”, frisou.


Moura acrescentou que a fiscalização é de total competência do Detran/RO, e que este ato vem sendo realizado constantemente, em especial, na chamada Blitz da Lei Seca. “Infelizmente, o único dispositivo que temos é a fiscalização, ou esperar que o cidadão necessite do seu veículo devidamente regularizado em casa de um a viagem, como exemplo”, acrescentou.

Moura ainda lembrou que para reduz das imprudências no trânsito nas vias de Ji-Paraná, a prefeitura celebrou convênio com a Polícia Militar (PM) dando poder de fiscalizar alguns tipos de irregularidades, como: estacionamentos (pontos para idosos e deficientes), o não uso de equipamentos de segurança, ultrapassagem de semáforos e faixas de pedestres. 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here