Neste final de semana, o titular da 3ª Vara Criminal de Ji-Paraná, o juiz Oscar Francisco Alves Junior, atendendo às peculiaridades do caso, atendeu ao pedido da OAB, formulado conjuntamente pela Seccional e a Subseção de Ji-Paraná. Assim, o magistrado transferiu a procuradora geral do município de Ji-Paraná, Leni Matias, presa na 3ª fase da Operação Assepsia na última quinta-feira (24), para prisão domiciliar, impondo outras cautelares, como a proibição de aproximação de determinados órgãos da Administração Pública.

Segundo informações, a OAB, desde as primeiras horas de quinta-feira, 24, acompanhou firmemente todas as diligências para a garantia de local minimamente condigno para Leni Matias. Toda a ação da OAB foi acompanhada diretamente pela presidente da Subseção, Solange Aparecida, o conselheiro estadual, Marcelo Nogueira e os membros da Comissão de Defesa das Prerrogativas (CDP) no município, Thiago Viana e Amadeu Junior. Pela Seccional, atuaram a Vice-Presidente da OAB/RO, Maracelia Oliveira, que preside à Comissão de Defesa das Prerrogativas, e o Procurador Moacyr Pontes Netto.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here