Presos acusados de matarem procurador da Câmara de Vereadores em Cacoal

0
25
O PROCURADOR SIDNEI SOTELE FOI MORTO A QUEIMA ROUPA NA FRENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CACOAL

Foram presos preventivamente na manhã desta terça-feira (20), por policiais da Delegacia de Homicídios de Cacoal com apoio de investigadores de Ministro Andreazza, os doia acusados de serem os autores do assassinato do advogado e procurador da Câmara de Vereadores de Cacoal, Sidnei Sotele. Ele foi morto a tiros na tarde do dia 7 de maio deste ano. O mandante do crime foi identificado como Diego Brites. Wilhasmar Ventramelli, e Leandro Ramos Ferreira também foram presos e Gervásio Lucas Brandão está foragido.

Também foi preso em Comodoro (MT), a partir de uma operação conjunta entre agentes de RO e MT, outro cúmplice do assassinato, acusado de integrar o grupo criminoso. O suspeito de 48 anos, que teve a prisão preventiva decretada, era morador de Cacoal, mas estava escondido há cerca de dois meses na região de Comodoro, com a esposa e duas crianças.

O detido é investigado em outros dois assassinatos, tendo como vítimas Antônio Franciele Pivetta, ocorrido em 11 de abril de 2019, e Sérgio Gomes Araújo, morto em 15 de abril de 2019. Essa última vítima teve o corpo parcialmente carbonizado em 16 de abril, na zona rural de Castanheiras (RO).



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.