Em seis meses à frente da Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP), o presidente Affonso Cândido (DEM) fez um balanço positivo do período e destacou a austeridade administrativa, economia com gastos de água, energia e telefone, transparência e a adoção de medidas que aproximam a comunidade da instituição legislativa.

De acordo com veredador, o foco de sua gestão está no respeito ao dinheiro público e na boa aplicação dos recursos para garantir melhores serviços à comunidade. Ele destacou a redução no consumo de água, luz, telefone e rigor na aquisição de serviços e compra de material de expediente.

“Determinei a economia de gastos da Câmara para evitar desperdícios, ampliar nossos serviços e valorizar o funcionalismo. Trabalhamos com orçamento, por isso, é preciso evitar desperdícios, buscar o menor preço, sem que isso signifique produto de baixa qualidade ou serviço sem garantia”, assegurou.

Sobre as concessões de diárias, Cândido foi taxativo. “As concessões de diárias para deslocamentos dos vereadores são de responsabilidade do presidente, porém, respaldada por cada vereador que a solicita. Caso haja necessidade de ir a Porto Velho ou a Brasília para tratar do interesse do município, ela é concedida”, frisou.

Ainda segundo o presidente da CMJP, a maioria das viagens dos vereadores resultou em benefícios para a cidade de Ji-Paraná, por meio de emendas parlamentares de deputados estaduais, federais e senadores, ou em execuções de serviços do governo estadual.  “Antes de tudo, temos o compromisso de usar bem o dinheiro dos impostos que o cidadão paga”, garantiu.


Sessões itinerantes — No primeiro semestre, a Câmara de Ji-Paraná passou a transmitir as sessões em plenário pelas redes sociais. “Já fazíamos as transmissões via rádio e informes em jornais e tevês, mas ainda tínhamos que dar mais transparência às nossas sessões, e a transmissão via Facebook e site [www.jiparana.ro.leg.br] permitiu que nosso trabalho estivesse ao vivo na casa e no trabalho das pessoas”, admitiu.     

Com a aprovação de alteração no regimento interno, a CMJP, a partir do segundo semestre, serão realizadas sessões itinerantes.  “Essa foi uma decisão para aproximar, ainda mais, o cidadão da Câmara de Vereadores, para ele participe dos nossos trabalhos e possa contribuir para que benefícios cheguem a cada comunidade”, enfatizou o presidente da Câmara. 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here