Prefeitura de Ji-Paraná expede ordem de serviço para obras na saúde

0
121

O ritmo de investimentos na área da saúde pública de Ji-Paraná continua intenso. Antes mesmo de terminar o primeiro mês da nova gestão a Prefeitura de Ji-Paraná emitiu nesta sexta-feira (27) as ordens de serviço para três obras importantes, autorizando e liberando que as empresas vencedoras das licitações comecem o serviço imediatamente. O ato aconteceu na parte da manhã, no Palácio Urupá, com a presença do vice-prefeito, Marcito Pinto, de secretários municipais, dois ex-deputados autores das emendas (Anselmo de Jesus e Carlos Magno), de vereadores, de representantes das empresas que vão executar os trabalhos e grande parte da imprensa local.

Ouça a entrevista do prefeito Jesualdo Pires à Imprensa:

 

Duas obras vão ocorrer no Hospital Municipal Dr. Claudionor Roris, no Primeiro Distrito. Lá, com emendas no valor de R$ 343.000,00, será levada adiante a ampliação da ala administrativa com a construção de uma nova área com o intuito de abrigar setores do hospital como o Serviço de Estatística e de Arquivo, a fim de de conferir mais espaço para que os técnicos manuseiem de forma adequada e segura os prontuários dos pacientes.

Já na clínica cirúrgica, com emenda no valor de R$ 504.696,70, a ampliação vai elevar o número de leitos para os pacientes que forem operados na unidade. “Essa ampliação chegou em um momento muito importante. Nós estamos fazendo cirurgias gerais e ortopédica e, por isso, a demanda tem aumentado bastante. Com essa ampliação vamos poder atender melhor aos pacientes, principalmente aqueles que permanecem por muito tempo internado. O local vai ser bem mais adequado e confortável”, informou o diretor do HM, Antelmo Ferreira.


DSC_0057
O PONTO ALTO FOI A ASSINATURA DAS ORDENS DE SERVIÇO

A terceira obra será o erguimento da oficina ortopédica, no bairro Nova Brasília, no Segundo Distrito, na rua T-15, ao lado do Centro Especializado em Reabilitação Física, Auditiva e Intelecutal (CER). Aqui os recursos destinados serão de cerca de R$ 360 mil. Segundo o secretário municipal de Saúde, Renato Fuverki, a oficina é uma conquista do município, pois será vinculada aos serviços do Centro de Reabilitação. “Teremos técnicos preparados que farão a análise de cada paciente para construir ferramentas de recuperação na medida exata e de acordo com cada caso. Vamos oferecer a população a confecção e manutenção de próteses, muletas e outros meios auxiliares de locomoção”, explicou o secretário. 

A soma das recursos destinados às três intervenções ultrapassa a quantia de R$ 1.200.000. Desta soma, mais de 30% provêm dos cofres públicos municipais. “São três obras muito relevantes para a cidade e a prefeitura precisa estar preparada para isso. Precisamos ter dinheiro em caixa, porque as emendas demoram para chegar ao município e, muitas vezes, chegam defasadas. As pessoas falam que nós realizamos obras com recursos federais, mas tem obra que a nossa contrapartida chegou a 75% do valor total”, alertou o prefeito Jesualdo Pires.

Ainda segundo o chefe do Executivo todo este trabalho apenas dá a largada para várias outras outras obras que serão iniciadas ainda este ano como a construção de um centro de diagnostico por imagem, a ampliação da cozinha e do refeitório, a construção de leitos para UTI, o centro de parto normal, ampliação do setor de geriatria e dos ambulatórios, a construção de um laboratório de análises clínicas, além da construção do Pronto Socorro Infantil. 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here