Posto Santa Fé, Primeiro Distrito, AGORA DE MANHÃ: a cena se repete em JPr

0
226

Único posto do Primeiro Distrito com combustível nesta manhã de quarta-feira (30), o Santa Fé, na Avenida Dois de Abril, está agora completamente tomado por motoristas, motociclistas, motoristas de táxi e motoboys. O posto, segundo um frentista, recebeu cinco mil litros e passou a vendê-los por volta das 7 horas da manhã. Uma grande extensão de carros e motos já aguardava neste momento.

Por volta das 9h45 a reportagem do Repórter RO foi até o local e apurou que a fila de veículos beirava os dois quilômetros de extensão. Os carros estão colocando no máximo R$ 100,00 e as motos limitam-se a R$ 30,00. Já os taxistas estão abastecendo em bomba separada com até R$ 200,00 e os mototaxistas limitam-se R$ 30,00. “Isto é pouco para nós. Com R$ 200,00 a gente roda no máximo uns dois dias”, reclamou um taxista, que não quis se identificar.

Uma pessoa que está coordenando a fila dos motoristas de táxi informou que mais de 60 carros vieram até o posto, incluindo alguns de Presidente Médici e Ouro Preto do Oeste. Este número representa quase a metade dos 122 profissionais que trabalham no município com este tipo de transporte.

Um conhecido e antigo taxista da cidade, que também pediu para não ter seu nome mencionado, declarou o desânimo com a situação do país e torce para que esta escassez de combustível termine logo. “A gente já está cansado. Isso aqui tá parecendo a Venezuela”, exagerou.

O comentário geral no posto Santa Fé é que todos deverão parar às 17 horas para participar de grande manifestação contra o governo, a alta geral do custo de vida e a favor do fim da corrupção. A concentração deverá acontecer em frente ao viaduto do Segundo Distrito e dará apoio a uma ‘paralisação’ em nível nacional que estaria sendo articulada para o mesmo horário.


Veja a seguir fotos do Posto Santa Fé registradas a pouco:



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here