Por crise financeira, prefeito e vice de Ouro Preto abrem mão de salário em janeiro

0
42

Um decreto municipal divulgado nesta segunda-feira (4) suspendeu os pagamentos das remunerações a título de subsídios dos cargos de prefeito (R$ 14.900,00), e vice-prefeito (R$ 8.940,00), da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, referente ao mês de janeiro deste ano.

A norma, que foi publicada hoje (5), e que retroagirá seus efeitos para o dia 1° de janeiro de 2021, levou em consideração as projeções econômicas e financeiras decorrentes de uma crise mundial e local provocada pelos efeitos causados no ano 2020 pela pandemia do coronavírus (covid-19).

A medida tomada pelo prefeito Alex Testoni (DEM) visa adequar as despesas e o ingresso de recursos orçamentários no município de Ouro Preto do Oeste durante o restante do exercício em curso. Por isso, foi necessário o imediato contingenciamento de gastos por parte da gestão municipal.

Alex também anunciou que todas as portarias da prefeitura, sem exceção, foram revogadas no período de janeiro. E que tais atos serão publicados na Câmara Municipal nesta terça-feira (5), e posteriormente no Portal da Prefeitura.

“Eu e o meu vice, Peragibe Félix, abrimos mão de nossos salários do mês de janeiro para tentar colocar a casa em ordem, assim como decidimos revogar todas as portarias para o mesmo período. A situação financeira de Ouro Preto do Oeste não é boa”, destacou o prefeito e finalizou informando que, assim que sua equipe acabar de concluir o levantamento que está em curso, irá passar para a imprensa os dados oficiais da real situação financeira do município.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here