Uma ação em conjunto das Polícias Civil e Militar, que iniciou no começo da tarde desta segunda-feira, dia 05, no município de Costa Marques, terminou na tarde de ontem, terça-feira (6) com a prisão da quadrilha que roubou um sitiante e sua caminhonete de placas NCP-9828 e que manteve família refém por mais de 9 horas, na zona rural de Ji-Paraná. Na ação, a caminhonete S-10 e os produtos levados pelos marginais foram recuperados e um membro do Comando Vermelho, que teria agredido e urinado em uma das vítimas, foi preso.

O SUPOSTO MOTORISTA QUE LEVOU A CAMINHONETE ATÉ COSTA MARQUES FOI PRESO NA RODOVIÁRIA

O veículo roubado estava escondida na casa de Francisco Mendes Pinheiro, de 38 anos, que fica localizada na entrada daquela cidade. Francisco, um dos mentores do assalto, confessou aos policiais que iria atravessar a fronteira com o veículo ainda naquela madrugada e ganharia uma certa quantia para fazer a entrega ao boliviano, já estaria aguardando do outro lado do Rio Guaporé.  

De posse de algumas informações, por volta da 01h00, policiais civis do Sevic da 1ª DP e Policiais Militares do Núcleo de Inteligência do 2º BPM, prenderam o suposto motorista que levou a caminhonete até Costa Marques. Ele foi preso na rodoviária, logo que desembarcou do ônibus.

A CAMINHONETE SERIA VENDIDA NA BOLÍVIA

Robson Fernandes da Silva Lima, de 29 anos, outro dos ladrões, admitiu que levou a caminhonete e a escondeu em Costa Marques. Segundo ele, um amigo o chamou para fazer o “trabalho” e iria receber a quantia de R$ 5 mil reais.

Robson, o terceiro membro da quadrilha, também contou que na noite do roubo, ficou aguardando pelo lado de fora dentro de um veículo Celta preto. Ao ser entrar na casa, foi recebido por um dos assaltantes, que entregou as chaves da caminhonete S-10 e mandou sair logo daquele local. Então, dirigiu até a cidade de Costa Marques e escondeu o veículo na casa de Francisco. 


NESTA CASA, EM JP, A POLÍCIA LOCALIZOU O FUGITIVO DA COLÔNIA PENAL DE PORTO VELHO E MEMBRO DO COMANDO VERMELHO, UALAN MENDES DA SILVA SOUZA, VULGO “MÁSCARA

Continuando com os trabalhos, os policiais civis e militares chegaram até ao possível esconderijo da quadrilha, que fica localizada em uma residência na rua T-06 com a Rua Aracaju, no 2º Distrito de Ji-Paraná. Lá, com o apoio do Grupo de Operações Especiais a equipe localizou o fugitivo da Colônia Penal de Porto Velho e membro do Comando Vermelho, Ualan Mendes da Silva Souza, vulgo “Máscara”, que participou do roubo, chegando a espancar e urinar em uma das vítimas.

A proprietária da residência, identificada como Jéssica Rozelayne, bem como uma amiga, Daiane Alves da Costa, também foram presas. Segundo a PM, esta última seria a “olheira” da quadrilha e fazia os levantamentos das possíveis vítimas. 

 

 

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here