Todos os dias a Autarquia Municipal de Trânsito (AMT) de Ji-Paraná recebe notificações de moradores solicitando manutenção ou a substituição de placas de sinalização de trânsito pela cidade.  Somente neste início de ano já foram trocadas 60 delas, quase sempre quebradas  por atos de vandalismo. Segundo dados da empresa municipal, das placas substituídas este ano, apenas 15 foram danificadas por acidentes de trânsito; todas as demais sofreram com os cidadãos inconsequentes, que atacam com maior frequência aos finais de semana.

CADA PLACA CUSTA ENTRE R$ 140 E R$ 160 PARA SER REPOSTA

Para o presidente da AMT, Paulo Moura, o aumento deste tipo de delito pede uma mobilização também da população. “Pedimos o apoio de todos para denunciar casos como esses. A falta de uma placa pode causar um acidente grave. Além disto, o município acaba gastando muito com a manutenção destes equipamentos”, destacou.

Ainda de acordo com Moura, a AMT possui apenas uma equipe para realizar a manutenção e os reparos necessários nas placas. Os servidores fazem a pintura, substituição da base de aço ou madeira e recorte das peças de alumínio. Somente o adesivo refletivo especial é comprado.

“Todo esse trabalho gera um custo para os cofres públicos, se levarmos em conta o gasto com combustível, com os servidores e com o material para fabricação. Uma placa simples chega  R$ 140. Se for uma placa com material especial refletivo, o custo sobre para R$ 160. O prejuízo com esse dano ao patrimônio é todo município”, salientou o presidente da Autarquia.

Colaborou Ascom/Prefeitura/Fotos: J. Batista




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here