O piloto John Cleiton Venera e copiloto Marcelo Balestrin, que estavam desaparecidos desde a última sexta-feira (30) e foram resgatados com vida na tarde de ontem, terça-feira (4), em uma região de mata, próximo à Serra do Mangaval, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, passaram por cirurgia em unidade hospitalar de Cuiabá.

“Eles tiveram fraturas nas pernas, braços e precisaram passar por cirurgia. Estavam bastante debilitados, mas lúcidos. Foram transferidos devido as fraturas que tiveram com a queda do avião. Ainda não sabemos quando devem ter alta médica”, disse a cunhada de Balestrin, Vera Souza. O piloto quebrou uma perna e o copiloto quebrou as duas, e ainda teve cortes no rosto e escoriações, segundo Vera.

De acordo com a família, os dois estavam debilitados, mas o estado de saúde deles é considerado bom. A informação foi divulgada pela família na manhã de hoje (5). Inicialmente foram levados até o Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMVG). Depois, foram transferidos para o Hospital Santa Rosa, unidade de saúde particular em Cuiabá. O hospital informou que eles chegaram conscientes, mas muito debilitados, por causa dos quatro dias em que ficaram na mata.

Elas começaram no sábado, por equipes da FAB e do Ciopaer da Polícia Militar de Mato Grosso. O avião decolou de Pimenta Bueno (Rondônia), onde Marcelo e John residem, na sexta-feira, iria pousar em Cuiabá, mas perdeu contato.


As causas do acidente ainda são desconhecidas e serão investigadas pelo Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos. Consta no Registro Aeronáutico Brasileiro da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que a aeronave está com as Inspeções Anuais de Manutenção (IAM) vencidas e Certificado de Aeronavegabilidade (CA) cancelado.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here