PF libera os dois últimos detidos na Operação Pedágio em Ji-Paraná

0
129

Atendendo pedido de habeas corpus das respectivas defesas, a Justiça Federal liberou no final da tarde desta segunda-feira (18), os dois últimos presos durante a operação Pedágio, deflagrada no últilmo dia 21 de novembro passado. Nilton Mota e Adão Silva foram libertados após os advogados serem certificados da decisão judicial.

Antes deles já haviam sido liberados mediante pagamento de fiança, Nilton Cezár Rios e Jackson Júnior. Na sequência, também via habeas corpus, Jair Marinho, Valentin Camilo, Valmir Xavier, Aníbal Severino, Renato Camilo e Antônio Furhmann.

Na última semana, o advogado Jackson Júnior voltou para a ser detido, em decorrência das investigações apurarem que ele estaria coagindo testemunhas o que poderia prejudicar as investigações. Como das instalações da PF não constas celas especiais, muito provavelmente o mesmo poderá ser conduzido ao Presídio Central, onde aguardará o pronunciamento da Justiça. A única defesa que se manifestou foi de Nilton Mota; seu advogado, Tasso de Souza, disse que o seu constituinte responderá todas as indagações feitas pela Justiça.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here