Prefeitura pede à população seriedade na prevenção contra a Covid-19

Aumento de casos em Ji-Paraná nos últimos 15 dias preocupam: foram 259 ocorrências da doença contra 130 da quinzena anterior

0
61

Fotos: J. Batista

Em entrevista coletiva realizada, quinta-feira (26), na Prefeitura de Ji-Paraná, o prefeito Affonso Cândido (DEM), o secretário municipal de Saúde, Álvaro Galvão, e o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Teixeira, se reuniram para alertar à população sobre o aumento no número de casos confirmados e suspeitos da Covid-19.

De acordo com o prefeito de Ji-Paraná, a intenção não é entrar em lockdown, mas é preciso que a população se conscientize. Segundo ele, o vírus continua circulando e é necessário manter os cuidados de higiene e distanciamento social para redução no número de contaminados e mortes.

“Nossa curva de casos da doença [Covid-19] está em ascendência, apesar disso, nossa intenção, hoje, não é falar sobre lockdown e, sim, fazer um alerta à população e recomendações sobre os cuidados necessários para se evitar que o número de casos continue aumentando”, admitiu Affonso Cândido.

Segundo Álvaro Galvão, n e que existe também um aumento expressivo no número de casos suspeitos. Ele afirmou que é de suma importância que a população fique atenta às medidas restritivas para conter o avanço de proliferação do vírus.


“Nós precisamos nos antecipar, não vamos esperar o problema se tornar grave para que possamos tomar uma atitude. O sistema de saúde está preparado para atender uma quantidade significativa de pacientes contaminados”, advertiu o secretário municipal de Saúde.

A PREFEITURA DE JI-PARANÁ conta com um Centro de Atendimento à Covid. Nele, são realizados os testes necessários para confirmar a contaminação e, se confirmada a suspeita, os pacientes recebem todos os medicamentos necessários, no local, para iniciar o tratamento. A ala médica possui 22 leitos.

O Centro de Atendimento também oferece com um serviço terceirizado de tomografia computadorizada, importante para avaliar a progressão ou regressão do vírus nos pulmões.

O presidente da CMJP, Joaquim Teixeira (MDB) garantiu que a Câmara está pronta para apoiar todas as ações da prefeitura que visem a redução dos casos de contaminação. “Estamos diante uma problema que só a população pode resolver: obedecendo as recomendações das autoridades de saúde”, frisou.  

DEZ LEITOS DE UTI NO HM — A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal Claudionor Roriz está pronta para atender pacientes aos pacientes diagnosticados com a Covid. São 10 leitos disponíveis para a população. Os profissionais que atuarão no Centro de UTI estão passando por treinamento. O passo seguinte para o funcionamento é autorização do Ministério da Saúde.

Mesmo com a estrutura montada pela administração municipal para atender pacientes contaminados, a intenção é conter a proliferação do vírus para que os recursos não se esgotem. De acordo com Boletim Epidemiológico da Semusa, divulgado ontem (26), entre os dias 25 (3.824) e 26 (3.890) de novembro, 66 pessoas testaram positivo para a doença.  

Por essa razão, o prefeito de Ji-Paraná, secretário de Saúde e o presidente da Câmara Municipal assinaram uma carta com recomendações detalhando os cuidados necessários para a população e os proprietários de restaurantes e comércios no geral. “É preciso seguir as recomendações para evitar que uma segunda onda da Covid-19 comprometa a saúde da população e a economia do município”, garantiu Affonso Cândido.

Carta Aberta de Recomendações à População de Ji-Paraná

Prezados (as) e senhores (as)

Considerando o substancial aumento de casos diagnosticados da Covid-19 nos últimos dias neste município, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), em conjunto com o Comitê Municipal de Enfrentamento e Prevenção à Covid-19 de Ji-Paraná, alerta e recomenda à população a tomar as seguintes medidas como forma de prevenção à doença:

1 – Reforçar o uso de máscaras em ambientes fechados.

2 – Higienizar as mãos, lavando-se sempre com água e sabão ou utilizando álcool em gel 70%.

3 – Limitar-se apenas uma pessoa nas visitas a pacientes internados nas unidades hospitalares (sem visita ao paciente internado em UTI).

4 – Os idosos ou pessoas do grupo de risco devem evitar sair de casa por motivos simples (sair apenas em casos de extrema necessidade).

5 – Evitar qualquer tipo de aglomeração.

6 – Evitar comemorações e confraternizações em grupo (especialmente no Fim de Ano).

7 – Por serem as casas noturnas espaços muito importantes de transmissibilidade, elas devem seguir as recomendações das autoridades sanitárias quanto: manter a distância mínima recomendada entre as mesas, limitar a quantidade de pessoas por metro quadrado, aferir a temperatura das pessoas na entrada dos estabelecimentos, limitar shows com plateia em pé.

Contamos com a compreensão e participação de todos os cidadãos neste momento para o enfrentamento e prevenção da Covid-19.

Ji-Paraná, 26 de novembro de 2020.

Assinam:

Affonso Antônio Cândido, prefeito de Ji-Paraná.

Joaquim Teixeira dos Santos, presidente da Câmara Municipal de Ji-Paraná.

Álvaro Luís Galvão Ignácio, secretário municipal de Saúde.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here