Os protestos dos caminhoneiros continuam pelo 6º dia seguido de manifestações. Quando anunciou, na noite de quinta-feira (24), um acordo com lideranças dos caminhoneiros, em greve desde segunda-feira, o governo imaginava ter conseguido desmobilizar o movimento. Sexta-feira (ontem), seria um dia de estradas sendo desbloqueadas e o abastecimento começando a se regularizar, mas não foi o que o que se viu.

Dados da Polícia Federal apontam que o País ainda tem neste sábado até 387 pontos de interrupção. Pelo cálculo, 132 trechos foram liberados. Todas as interdições de rodovias eram parciais. 

Não só neste sábado, mas também amanhã, domingo (27) está prevista reunião de avaliação no Planalto para “acompanhar a conjuntura, a evolução dela, e fazer um alinhamento das percepções porque isto é uma operação de interagências, com Forças Arnadas trabalhando de forma integrada com outras forças, federais e estaduais, e isso precisa ser alinhado”, conforme havia informado o ministro da Defesa. Após o encontro, uma entrevista coletiva deverá ser concedida à Imprensa.

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here