Assim Josélia Pegorim, meteorologista do Climatempo, resumiu a segunda-feira, dia 19, marcada, para os moradores de diversas partes do Estado de São Paulo, inclusive a capital, por um céu amarelado e repleto de nuvens. Por volta das 15h, o céu se mostrava tão escuro que, para alguns, já parecia noite.

A comparação do Estado do Sudeste com o do Norte tem um denominador comum: a fumaça proveniente de queimadas, intensificadas no país entre julho e setembro. As partículas geradas por estes incêndios explicam a cor amarelada, de tons de cinza e ocre, vista em São Paulo – não só na Grande São Paulo, como em pontos do litoral e dos Vales do Ribeira e Paraíba. 

CLIQUE AQUI PARA LER A MATÉRIA COMPLETA, PUBLICADA PELA BBC



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.