Operação Assepsia da Polícia Civil cumpre 9 mandados de prisão em JP

0
125
A POLÍCIA CONDUZ DE FORMA COERCITIVA O DIRETOR DE ARRECADAÇÃO DA PREFEITURA DE JI-PARANÁ, JOSEPH RABELO

Depois de uma investigação que durou cerca de oito meses a Polícia Civil de Ji-Paraná realizou nesta terça-feira, pela manhã a primeira etapa da Operação Assepsia (limpeza). A ação teve início poucos antes das 6 horas desta manhã com várias equipes de investigadores, que compareceram às residências de pessoas acusadas de participação em diverso crimes crimes. Foram cumpridos pelo menos 9 mandados de prisão, Os policiais também realizaram sequestros de bens e busca com apreensões.

Estão envolvidos neste caso integrantes do Sindicato dos Servidores Municipais Públicos (Sindsem), com destaque para o diretor do setor de arrecadação da prefeitura, Joseph Rabelo, tido como o suposto líder da organização criminosa, acusada de desviar mais de R$ 500 mil dos cofres municipais. Em sua residência, a Polícia Civil prendeu documentos e levou seus três veículos (um Peugeot, um HRV e uma Fiat Toro).

NA RESIDÊNCIA DO DIRETOR FORAM APREENDIDOS DOCUMENTOS E TRÊS VEÍCULOS: UM PEUGEOT, UM HRV E UMA FIAT TORO

A operação está comanda pelos delegados Cristiano Matos e Júlio Cesar Rios, ambos da 2ª DPC e ainda envolve mais de 50 agentes investigadores. A operação foi  determinada pela direção geral da Polícia Civil, em Porto, Velho e pelo delegado regional Alexandre Árabe, designando as equipes de Ji-Paraná para executar as prisões e buscas.

Foram conduzidos coercitivamente as seguintes pessoas: Joseph Newton Fernandes Rabelo, Adricia Maria Pereira, Geraldo Martins de Souza (Presidente do Sindsem), Rosangela Aparecida Calderari (esposa do presidente do Sindsem), Valter Louback, Inês Aparecida Louback, Almir do Nascimento Soares e Edilson Gonçalves de Araújo

 


 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here