Oito pessoas são presas suspeitas de furtar produtos de limpeza em loja de Ji-Paraná

0
59

Oito pessoas foram conduzidas à Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) suspeitas de furtarem uma loja de produtos de limpeza, durante a madrugada desta segunda-feira (2), em Ji-Paraná. Conforme o boletim de ocorrência, um funcionário da empresa é suspeito de ter contratado um homem para carregar os produtos do comércio e levar até uma chácara. No entanto, o dono do comércio teria dito à Polícia Militar (PM) que não havia nenhuma entrega a ser feita naquele horário.

De acordo com o registro de ocorrência, a PM recebeu uma denúncia anônima de que um estabelecimento comercial de produtos de limpeza, localizado no 2º distrito, teria sido furtado e que teriam utilizado uma caminhonete para transportar todo o material levado.

A PM iniciou patrulhamento nas proximidades e localizou uma caminhonete com as mesmas características denunciadas. Dentro do carro, foram encontrados 12 galões de cinco litros de amaciante de roupas e um galão de diesel.

No veículo, estava o motorista e mais cinco pessoas. Ainda de acordo com o registro policial, o motorista contou que teria ajudado no embarque dos galões. À polícia, ele disse que foi contratado por uma pessoa que se dizia funcionária da empresa, para ajudar a levar uma encomenda até uma chácara.

Os policiais entraram em contato com o funcionário, que passou o número de um suposto dono da empresa. Os policiais ligaram para o telefone informado pelo funcionário, que confirmou a entrega dos produtos. Entretanto, um dos policiais conhecia o real dono da empresa, conseguiu contato com ele e a PM descobriu a farsa.


Em contato com o dono da empresa, a vítima informou à polícia que o homem realmente era funcionário do comércio, mas, não havia nenhum pedido e nem autorização para que fosse feita entregas de mercadorias naquele horário.

As seis pessoas que estavam no carro, o funcionário e o contato que teria se passado por dono do comércio, foram encaminhados para a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp). O funcionário e o homem que se passou pelo dono foram presos em flagrante.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here