O solstício de verão, dia mais longo do ano, acontece hoje, quinta-feira (21) para quem está abaixo da Linha do Equador. A data inaugura o verão, que começa oficialmente às 14h28 (horário de Brasília) e vai até às 13h15 do dia 20 de março de 2018. Esta estação não é assinalada pelos habitantes da Região Norte que, ao contrário, dizem estar estar no “inverno amazônico”, uma vez que as temperaturas tornam-se mais amenas devido às fortes chuvas.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a expectativa para o verão de 2017/2018 é que a presença do fenômeno natural La Niña, de intensidade fraca, mantenha as temperaturas acima da média na região Sul, que deve ter chuvas irregulares, e abaixo nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. É possível que os índices de chuva nas regiões Norte e Nordeste também fiquem acima da média.

Segundo o meteorologista do Inmet, Mamedes Luiz Melo, o normal do verão é que ocorram chuvas de bastante intensidade – com rajadas de vento e granizo – nas regiões Norte, Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Mas o La Niña interfere na regularidade das precipitações. 

“Tanto o La Ninã quanto o El Niño, se estiverem fortes, bagunçam todo o Brasil. Como está fraco, ele vai perturbar mesmo a região Sul. Pode chover um dia, ficar uns cinco sem chover, depois concentrar todo o volume em outro. É ruim para a agricultura”, explica Melo.

Ainda não há comentários, seja o primeiro.