Obras do Morar Melhor continuam indefinidas apesar de insistentes cobranças da Câmara

A afirmação foi feita pelo vereador Edivaldo Gomes (PSB) durante sessão da Câmara Municipal de Ji-Paraná.

0
135

As obras para conclusão das unidades habitacionais do Residencial Morar Melhor, no Primeiro Distrito de Ji-Paraná, não avançaram. A afirmação foi feita pelo vereador Edivaldo Gomes (PSB) durante sessão da Câmara Municipal de Ji-Paraná. O empreendimento é de responsabilidade do Banco do Brasil e governo de Rondônia.

VEREADOR EDIVALDO GOMES

De acordo com Edivaldo Gomes, mesmo com as constantes cobranças da Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP) para que tanto o Banco do Brasil e o governo de Rondônia retomem os trabalhos para conclusão dos 1.476 apartamentos, nenhuma providência foi tomada.

“Fizemos uma audiência pública, no dia 14 de dezembro de 2018, para que os trabalhos da empresa Casa Alta [Construções] fossem retomadas e as unidades concluídas, e também para que a administração municipal fizesse a implantação de aparelhos [escolas e unidades de saúde] públicos no local”, lembrou o vereador.

Gomes afirmou que pouco se avançou desde a data e que as famílias estão desistindo dos imóveis. “É preciso respeito com as pessoas que acreditaram no sonho da casa própria e que agora está sendo desfeito por falta de acertos entre o Banco do Brasil e o governo de Rondônia”, admitiu.

Em abril de 2019, a empresa Casa Alta Construções Ltda. divulgou nota informando que paralisaria as obras do Residencial Morar Melhor II por causa da interrupção de pagamentos por parte do governo federal. De acordo com a empresa, a falta de recursos inviabiliza a continuidade das atividades no canteiro de obras.


“Vamos continuar cobrando o governo estadual, a superintendência do Banco do Brasil e também pedir o apoio de nossa bancada federal para que as quase 1.500 famílias possam, enfim, entrar definitivamente em seus apartamentos, e que o sonho de uma vida não vire pesadelo”, garantiu.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here