Em Ji-Paraná a devoção à Nossa Senhora também é forte e mobiliza grande parte da comunidade católica local. Todos os anos no dia 12 de outubro, data em que o país para para reverenciar a padroeira do Brasil, fiéis ji-paranaenses organizam um ato devocional que culmina com a imagem da santa sendo levada pelo rio Machado, à frente de uma procissão de barcos .

O acontecimento teve início bem cedo, por volta das 6 horas da manhã, quando foi servido um café da manhã em uma das casas da margem do Rio Machado. Depois, todos seguiram para os seus barcos e passaram a acompanhar a imagem que seguia na embarcação principal, liderando a comitiva fluvial. Muitos fogos foram disparados neste momento.

A procissão passou por baixo da ponte do Rio Machado e foi recebida do outro lado, no Marco Zero da cidade, com grande emoção pelas centenas de devotos que aguardavam na margem. Dali a imagem seguiu em procissão festiva até a igreja da Comunidade São João Bosco para a realização da Santa Missa.

De acordo com um dos organizadores da procissão, João da Hora, a imagem da santa começou a percorrer pelas comunidades no início de setembro. “A imagem saiu da paróquia e passou por todas as comunidades até chegar a comunidade Sagrada Família no dia 11. No dia 12 de outubro, passou pelo rio, chega ao Marco Zero e depois finaliza na sede, a Comunidade São João Bosco”, explica.

Para o organizador, este é um momento muito importante para a comunidade católica, pois os fiéis podem demonstrar religiosidade e aumenta a união das comunidades. “É um trabalho de muita unidade da igreja. As pessoas se tornam irmãos mesmo. Um ajudando o outro, se conhecendo e isso vai crescendo a espiritualidade”, acredita João. 


(Fotos Rede Amazônica/Reprodução)



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here