Mais de 40 pessoas participaram neste sábado de mais uma edição do 11º Mutirão de Limpeza dos rios Machado e Urupá na região de Ji-Paraná. Ao final, foram retirados da água e das margens mais de 500 quilos de produtos considerados prejudiciais a sobrevivência do meio ambiente. A coordenação desta ação foi do Setor de Educação Ambiental da unidade local da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam).

De acordo com o coordenador de Educação Ambiental da Sedam, Cláudio Duarte, já são 11 anos que o Mutirão de Limpeza envolve a sociedade ji-paranaense nesta iniciativa, que viva preservar os rios Machado e Urupá, em especial, suas nascentes. “Observamos que ao longo desses anos, na nossa região, as pessoas, principalmente os residentes ao longo das margens dos rios, têm praticado menos poluição, o que já nos satisfaz e mostra que o nosso trabalho têm surtido o efeito esperado”, garantiu Cláudio.

Na edição deste ano, a organização conseguiu reunir mais de 40 pessoas representando os parceiros da ação ambiental, entre os quais, Unir, Ulbra, Unijipa, Corpo de Bombeiros, Colônia de Pescadores Z-9, Secretaria de Saúde, Caerd e Sedam. No ano passado, foram retirados dos rios e suas margens mais de três mil quilos de lixo, enquanto que este ano, o calculo preliminar, aponta pouco mais de 500 quilos.

Para o presidente da Z-9, Manuel Dantas a Mutirão de Limpeza não ajuda somente a sobrevivência dos nossos rios, mais também na sobrevivência de dezenas de pescadores que vivem estritamente da pesca. “Sem rios, não temos como levar alimentos para as nossas famílias, e vendo a cada ano, o número de lixo sendo menor, mostra que a nossa ação começa surtir o resultado almejado”, afirmou. Duarte concluiu lembrando que o Mutirão de Limpeza não é a única ação de preservação desenvolvida nos rios da cidade, outros eventos de cunho ambiental também acontecem e contribui para um resultado cada vez mais satisfatório.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here