Cerca de 500 pessoas, segundo a Polícia Militar, participaram da manifestação convocada por organizações sindicais nesta sexta-feira (28), em Ji-Paraná. Durante toda a manhã elas se concentraram e realizaram seu atos em frente à agência do INSS, no Primeiro Distrito.  Por volta das sete horas da manhã, quando os caminhões de som estavam sendo posicionados, homens e mulheres já foram aparecendo trazendo em seus bonés, camisetas, faixas ou bandeiras os motivos que justificavam sua presença ali.

O grande motivo da aglomeração era se irmanar ao movimento nacional que se opõe radicalmente às reformas que estão sendo feitas na Previdência Social e alertar a classe política local sobre esta posição. No meio da rua, as lideranças já se alternavam ao microfone com suas palavras de ordem e discursos inflamados.

Vários oradores fizeram uso da palavra, entre eles João Vitor Alexandre, de apenas 17 anos e presidente do Comitê da Infância e da Juventude de Alvorada do Oeste, cidade a cerca de 76 quilômetros de Ji-Paraná, de onde veio uma delegação de cerca de 180 pessoas. As falas foram se sucedendo até por volta de 11 horas, quando foi decidido que todos iriam caminhar até a Câmara Municipal onde seria feito o encerramento da manifestação.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ji-Paraná, Ernesto Ferreira dos Santos, ficou satisfeito com o resultado do movimento.“O maior objetivo dessa nossa mobilização é o de chamar a atenção da classe política. Esse movimento em todo o Brasil é para eles visualizarem que a população não está a favor da reforma. Tivemos a participação aqui em nossa cidade de muitos sindicatos, os professores, os trabalhadores rurais, o pessoal dos bancos, todos mostrando que não querem esta reforma que só tira direitos dos trabalhadores. Fizeram falta os vereadores de nossa cidade, porque eles é que tem que mandar o recado para os nossos deputados”, afirmou em entrevista ao Repórter RO.

Apoiaram esta movimentação de hoje as seguintes entidades: Sintero, Sindsef, Sinasefe, Fetagro, Via Campesina, MPA, MST, MAB, Ibama, Sintunir, Instituto Padre Ezequiel, Unir, Ifro, Sintracom, Sindur e Sefin.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here