Motivo de ataques em série por homem com facões ainda é um mistério

Marta Alves, a unica vitima fatal por enquanto foi enterrada neste sábado em Jaru sob forte comoção pública

0
14

Ainda pairam muitas dúvidas sobre como um homem tranquilo como o vendedor de iogurtes, Edinei Ribeiro, morador de Porto Velho, pôde se transformar em alguém tão violento. Os crimes chocaram pela sua brutalidade. Ele morava no bairro Três Marias, na Zona Leste da capital. Na última quarta-feira Edinei saiu em um carro modelo Fiat Uno e atacou, ao acaso, 11 pessoas em vários bairros até retornar para casa onde foi baleado pela Polícia Militar. 

Sete das 11 vítimas do ataque violento, passaram por cirurgia nesta sexta-feira, ainda estão em estado grave no Pronto-Socorro João Paulo II. Uma delas encontra-se em situação grávissima e permanece na UTI; outra está em situação grave e segue sendo atendido no Centro de Recuperação.

Três vítimas receberam alta, uma transferida para Jaru, e Marta Rodrigues Pereira, de 27 anos, faleceu na UPA Leste. A família realizou o sepultamento na cidade de Jaru, durante a manhã de hoje, diante de muita emoção dos presentes à cerimônia fúnebre.

Segundo a PM, ainda não há informações que indiquem o que motivou a ataque de fúria do homem. A guarnição foi acionada por populares informando que um maníaco estaria fazendo várias vítimas pela Zona Leste com dois facões e uma testemunha o seguiu após o último crime, flagrando o momento em que ele entrou em casa, na Rua Aparecida, Bairro Três Marias, com as armas.

Os policiais cercaram a residência e deram voz de prisão, mas Edinei disse que não iria se entregar, ameaçou atacar com facões os agentes da lei e só sairia da casa morto. Diante disso, a casa foi invadida e o cidadão acabou baleado nos dois ombros, no antebraço e na mão esquerda e nas duas coxas. Em estado grave ele foi levado para o João Paulo II, onde sofreu duas paradas cardíacas e morreu. Neste sábado, ele deverá ser enterrado em Rolim de Moura.

RELATO  DAS  VÍTIMAS — Marlinda Borges, vizinha do assassino, disse que estava desolada na tarde desta quinta-feira. Ela não acreditava que Edinei Ribeiro havia se transformado em um assassino. “Ele era super calmo, uma pessoa 10, todo mundo aqui no bairro gosta dele, morava há dois anos. Ela é uma pessoa boa demais”, afirmou.

Gerson Rocha de Carvalho, uma das vítimas de Edinei Ribeiro, relatou que foi surpreendido pelo homem, na Avenida Vila Mariana, que chegou com dois facões e o acusou de ter machucado seu filho. Em seguida tentou golpeá-lo na cabeça e ele se defendeu, mas ainda assim foi atingido no braço. Ele foi atendido na UPA leste e liberado em seguida.

Já Marta Rodrigues Pereira, de 27 anos, foi abordada no Bairro Renascer. Ela estava junto com o marido, quando o homem chegou e os atacou de surpresa. A mulher foi levada para UPA Leste e morreu durante o atendimento. O marido dela, ainda não identificado, foi levado ao Pronto Atendimento José Adelino e em seguida transferido ao João Paulo II, em estado grave. O filho de Marta, Otávio Rodrigues da Silva, 9 anos, chegava da escola de bicicleta, viu a mãe e o padrasto ferido, e acabou atacado pelo homem. O menino recebeu atendimento na UPA Leste e saiu de lá com o pai.

Já Déblea Batista Sena, de 27 anos, foi esfaqueada no Bairro Fortaleza (Universitário), próximo a Talismã 21, na Zona Leste de Porto Velho. Testemunhas contaram que a mulher estava parada em uma moto esperando o marido quando o homem a atacou com vários golpes de facão. A mulher ficou em estado gravíssimo, foi levada para UPA e transferida para o João Paulo II.

Já no Bairro Três Marias, o assassino ainda atacou um homem da mesma maneira na cabeça. Mãe e filho, Jhon Maxon Alencar Luna, de 24 anos, e Mirtes Maria Oliveira de Alencar, de 48 anos, também foram violentados pelo cidadão enfurecido. Eles são moradores de Rio Branco, estado do Acre.

Segundo a diretora Luciana Vonrondon de Andrade, do Hospital João Paulo II, que atendeu 11 vítimas de esfaqueamento, das quais uma morreu, seis foram estabilizadas e e não correm mais risco de morte. O atendimento a outros pacientes foi suspenso e toda a equipe foi remanejada para a sala vermelha. 

CONFIRA OS NOMES DE NOVE VÍTIMAS:

Dorival de Souza,57 anos;                                                                                        Déblea Batista Sena, 27 anos, esfaqueada no Bairro Fortaleza;
Gerson Rocha de Carvalho, 50 anos, atacado na Rua Vila Mariana;
Desimar Gouveia de Matos, 39 anos;
Jhon Makson Alencar Luna, 24 anos;
Mirtes Maria Oliveira de Alencar, 48 anos;
Marta Rodrigues Pereira, 27 anos; (óbito);
Márcio Dias de Souza, 33 anos (esposo de Marta)
Otávio Rodrigues da Silva, 9 anos;

 

Ainda não há comentários, seja o primeiro.