O jornalista da Band Ricardo Boechat, de 66 anos, estava entre as vítimas do acidente de helicóptero que caiu nesta segunda-feira (11), na Rodovia Anhanguera, em São Paulo. A confirmação foi feita pelo apresentador José Luis Datena, na Band.

“Com profundo pesar desses quases 50 anos de jornalismo, queria informar a vocês que o jornalista, companheiro, o maior âncora da TV brasileira, morreu num acidente de helicóptero, no Rodoanel, em São Paulo. Ele estava vindo de Campinas. O helicóptero dele não chegou ao seu destino, que era o nosso heliponto aqui na Band “, disse Datena, bastante emocionado. 

“Essa informação é um momento muito triste para o grupo Bandeirantes. O Boechat era o maior jornalista do país pela sua coragem, pela sua forma de combater a corrupção e as injustiças. Ele era hoje uma das grandes referências da história da televisão brasileira. A gente se pergunta se era essa a forma de terminar”, disse.


O HELICÓPTERO CAIU sobre um caminhão por volta do meio-dia, logo abaixo do quilômetro 7, do viaduto do Rodoanel, no sentido rodovia Castelo Branco, próximo ao pedágio Jabaquara, na Grande São Paulo. Segundo o Corpo de Bombeiros, o piloto e o copiloto da aeronave morreram na hora. Âncora do Jornal da Band e da BandNews FM, Boechat teve passagens pelos principais jornais do país, como “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil”.

O jornalista ganhou três vezes o prêmios Esso e o único jornalista a vencer em três categorias o Prêmio Comunique-se  (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV). Também foi eleito o jornalista mais admirado na pesquisa do site Jornalistas & Cia em 2014, que elencou os 100 principais profissionais do mercado. Boechat também mantinha uma coluna semanal na revista “Isto É”.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.