Moradores do Segundo Distrito de Ji-Paraná terão abastecimento de água reestabelecido

0
75

Técnicos da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd) iniciaram na última sexta-feira (12) o serviço de interligação da adutora instalada sob a ponte do rio Machado, em Ji-Paraná. Com isso, o abastecimento de água tratada vai ser restabelecido aos moradores do Segundo Distrito da cidade, conforme compromisso assumido pelo presidente da Caerd, José Irineu Cardoso, durante audiência pública realizada na Câmara dos Vereadores em 18 de março passado.

A empresa responsável pela obra não executou o serviço na totalidade causando prejuízos no abastecimento regular. Por força de um acordo entre os vereadores e o presidente da Caerd ficou estabelecido que a companhia assumisse a função de dar continuidade à interligação da adutora que faz parte do programa de expansão da rede de água tratada no município. A expansão é fruto de convênio do governo estadual com a União.

O acordo para a interligação da adutora foi selado pelos vereadores como uma ‘moeda de troca’. Por um lado, a Caerd executa, entre outros serviços, a interligação de uma adutora maior e capaz de levar água tratada a mais pessoas de maneira regular. Por outro lado, os vereadores, acolhendo orientações do prefeito Marcito Pinto, autorizam a prefeitura a renovar o contrato com a Caerd por seis meses prorrogáveis por outros seis meses.


“Nesse serviço de interligação da adutora a Caerd está investindo perto de R$ 200 mil em recursos próprios”, informou o presidente da Cia. Este acordo visa assegurar que o governo federal invista outros R$ 180 milhões, já licitados, na implantação do esgotamento sanitário na cidade.

ATUALMENTE OS MORADORES da parte mais alta do Segundo Distrito de Ji-Paraná padecem com o precário abastecimento de água potável em decorrência da baixa vazão do líquido transportado pela atual adutora, que é de 300 milímetros e não recebeu a manutenção regular e adequada desde que foi instalada há três décadas.

Desde então, a população daquela parte da cidade cresceu aceleradamente e o 2º Distrito passou a ter maior população urbana, cerca de 70 mil habitantes, segundo projeção da Caerd. No tempo em que a água não chegava nas torneiras desses moradores, a Companhia já atendeu com caminhão pipa.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.