Ministro Queiroga se esquiva e diz que vacinas a RO somente as planejadas

0
22

Mesmo cobrado publicamente pelo prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não prometeu mandar mais vacinas do que o já está previsto para Rondônia. Em seu pronunciamento ao lado de parlamentares federais e estaduais, ele enfatizou os R$ 335 milhões liberados ao Estado na pandemia para a Saúde. Desse valor, R$ 52 milhões veio exclusivamente para ações de combate ao novo Coronavírus.

Segundo o Ministério da Saúde, o ritmo da campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 está cada vez mais acelerado e a prioridade é reforçar ainda mais a imunização no Brasil. A promessa ficou na teoria para Rondônia porque na prática o Estado amarga o último lugar no ranking de vacinados, segundo levantamento do consórcio formado pelo Extra, Folha, Estado de São Paulo, UOL e o Globo.

De acordo com o ministro, a semana foi importante porque foram distribuídas mais de 100 milhões de doses de vacina desde janeiro. “Ela também marca a assinatura do acordo de transferência de tecnologia entre a farmacêutica AstraZeneca e a Fundação Oswaldo Cruz provendo autonomia ao Brasil para produzir vacinas com IFA nacional. É uma conquista não só do Ministério da Saúde, não só do Governo do Presidente, Jair Bolsonaro, mas de cada um dos brasileiros”, disse o ministro.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here