Ministério Público recorre da sentença do júri do ex-vereador Clodoaldo Cardoso

0
26

O MP recorreu da sentença que condenou o ex-vereador Clodoaldo Cardoso a três anos e nove meses de reclusão, no dia 14 de novembro, no Fórum Hugo Auler,. na comarca de Ji-Paraná. 

Após a sentença ter sido lida, a promotora de Justiça Nayara Lázaro disse que iria analisar o resultado e, posteriormente decidir se iria recorrer ou não da decisão.

Caso o recurso seja deferido, o júri pode ser a anulado, situação que levaria Clodoaldo a ser submetido a um novo julgamento. O ex-vereador é acusado de matar um homem com três tiros na tarde do dia 10 de fevereiro, no bairro São Francisco em Ji-Paraná.

RECORDE O CASO — No dia 10  de fevereiro deste ano, Clodoaldo levava uma amiga para  casa, no bairro São Francisco, pela rua Tiradentes, quando o ex-marido da mulher, identificado como Paulo, teria passado no sentido contrário em um carro de cor vermelha. Ele retornou e teria batido intencionalmente no carro de Clodoaldo.

Com a colisão o homem teria passado a agredir o vereador. Este, por sua vez, sacou sua arma e atirou atingindo a barriga e a cabeça da vítima. Em seguida Clodoaldo, segundo a testemunha, teria fugido pedindo que a mulher permanecesse no local. 


A vítima chegou a ser socorrida ainda com vida ao Hospital Municipal de Ji-Paraná, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu durante os trabalhos de remoção para uma UTI de outra localidade. Posteriormente, Clodoaldo entregou-se à Polícia e no dia 17 de abril foi afastado do cargo de vereador na Câmara.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here