Mesmo presa Glaucione Rodrigues poderá concorrer à prefeitura de Cacoal

0
125

A prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues Neri, afastada do cargo por decisão judicial após sua prisão durante a deflagração da Operação Reciclagem, teve o seu registro de candidatura aprovado pelo Ministério Público Eleitoral, com deferimento pela Juíza Eleitoral, Emy Karla Yamamoto Roque.

“Conforme o documento, assinado pela magistrada, foram preenchidas todas as condições legais para o registro pleiteado e não houve impugnação. O pedido veio instruído com a documentação exigida pela legislação pertinente e, publicado o edital, transcorreu o prazo sem impugnação. As condições de elegibilidade foram preenchidas, não havendo informação de inelegibilidade. (…)  Isto posto, DEFIRO o pedido de registro de candidatura de GLAUCIONE MARIA RODRIGUES NERI para concorrer ao cargo de prefeito, sob o número 15, com a seguinte opção de nome: Glaucione”, informou o documento.

Glaucione apesar de presa, poderá concorrer, portanto, à prefeitura de sua cidade visto que não tem condenação transitada em julgado por órgão colegiado. Segundo informações de assessores ela tem manifestado a intenção de seguir com sua campanha e dar continuidade ao trabalho que realizou ao longo desses quatro anos como chefe do executivo cacoalense. Alguns participantes do próprio MDB, no entanto, insistem para que ela apresente sua renúncia e seja substituída por outro candidato,

Na Câmara Municipal de Cacoal já foi instituída uma Comissão Parlamentar de Inquérito, formada por três vereadores, que tem até 90 dias para apresentar um parecer sobre a quebra de decoro de Glaucione e um provável pedido de cassação do cargo de prefeita. Ao ser comunicada, o que deve acontecer esta semana, ela terá o direito de apresentar sua defesa.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here